10
Set 12

Capitulo 23

Mentiras

Se o meu coração ainda batesse, teria falhado uma batida, ou até mesmo parado.

 O que eu estou a ver é completamente impossível.

 Há nossa direita estava uma das ultimas pessoas que eu esperava ver a minha vida.

- Mãe. Aquele é…?

- Sim. Acho que sim.

 Eu não conseguia acreditar no que os meus olhos viam.

 Como é óbvio, Renesmee e eu tentamos alcança-lo. Mas assim que demos o primeiro passo, ele começou a correr. Deixando no seu lugar, um papel amarelado, cuidadosamente dobrado. 

 

Por favor vem ter comigo, á floresta. É mais seguros para falarmos.

Ass: Seth

 

As mãos de Renesmee tremiam, ao ler o pedaço de papel. Uma lágrima rolava pela sua cara abaixo.

- Achas que ele está sozinho? – Perguntou Renesmee fitando o chão.

- Não sei. Vamos descobrir? – Estendi-lhe a minha mão.

 Saímos do castelo em direcção á floresta. Não dissemos nada a ninguém. Mas também, não quero ver nenhum deles. Terão muito que explicar quando voltarmos. 

 Enquanto corríamos, eu agarrava-me a ideia de que Seth não estava sozinho. Mas também como é que é possível? Não era suposto estarem todos mortos? Sim, era.

 Seguimos o cheiro de Seth. O que nos conduziu para uma parte da floresta que eu desconhecia. Tinha um lindo rio. Mas a beleza acabava ai. Apesar de estarmos a meio da tarde, as árvores faziam parecer que estávamos no início da noite.

 Sentado num troco caído perto do rio, estava Seth. Como era possível ele ter mudado tanto em dois anos? As feições de menino desapareceram, assumindo um ar mais maduro e cansado. Mas o sorriso, ao nos ver, era o mesmo ao que eu estava habituada.

- Vieram. - Ele disse, como se estivesse com dúvidas que o faríamos.

 Renesmee correu para os braços de Seth com lágrimas nos olhos. Ele também chorava. Se eu pudesse também estaria a chorar um rio.

- Parece que já não te posso chamar “pequena”. Cresceste tanto. – Comentou ele. Ambos começaram a rir. O que fez com que chorassem e rissem ao mesmo tempo. O que deu uma combinação estranha.

- Também tenho direito a um abraço? – Perguntei.

Ele sorri, e abraça-me.

- Tive saudades tuas Seth.

- Eu também. – Respondeu ele.

 Quando nos separamos, ele conduziu-nos até ao tronco, e pediu-nos para sentarmos.

- Eu peço que me oiçam. E principalmente que tenham calma, e me deixem falar.

- Como é que está vivo? – Disparou Renesmee.

- Pois. Acho que tenho de começar por ai. Eu não “morri” na batalha, como podem ver. Aliás, eu apenas desmaiei. Mas como fiquei atrás de uma das árvores, ninguém deu por mim. Quando acordei, não havia lá ninguém. Mas também não haviam fogueiras, portanto os vampiros não foram queimados. E se estivessem todos mortos os corpos estariam lá não era? Portanto, durante estes dois anos, dediquei-me a procura-los. Percorri todo o mundo. Sempre com a esperança de que eles estariam vivos.

- E estão? – Perguntei não me conseguindo conter. O que fez com dois pares de olhos, me fitassem. – Desculpa. Continua.

- Como eu estava a dizer. – Recomeçou Seth. – Há dois dias atrás, eu voltei para Forks. Conformado com a ideia de que tinha perdido todos para sempre. Mas ao chegar, dei de caras com vocês á porta do aeroporto. Ouvi vocês falarem dos Volturi. E então percebi o quão estúpido eu tinha sido. É claro que eu já os tinha ido procurar a Itália. Mas não me lembrei de ir ver esses sugadores de sangue. Sem ofensa, mas eles não me são nada. E também peço desculpa por não ter falado com vocês no aeroporto. Mas era a primeira vez em dois anos que eu tinha uma pista a sério. Então embarquei uma hora depois. Lembro-me de vocês dizerem que eles moravam numa terra chamada Volterra. Então corri o mais depressa que pude. Não foi muito difícil descobrir a casa deles. Quer dizer. Quem mais é que vai viver num castelo do século do meu trisavô? Entrar é que foi difícil. Mas tenho anos de prática em entrar em sítios alheios. E então, encontrei uma passagem que, felizmente, foram dar ás masmorras. E respondendo á tua pergunta Bella. Sim. Eles estão vivos. Todos eles. OS Volturi prenderam-nos nas masmorras á dois anos atrás e eles têm estado lá desde então.

 Sem reacção. É como eu e Renesmee ficamos.

 Eles estão vivos.

 E a viver debaixo do mesmo tecto que eu.

 Não me contive, e esmurrei uma árvore, que ainda vou alguns metros.

- Estão todos nas masmorras? – Gritou Renesmee. Todos?

- Sim todos. – Respondeu ele. – Assim que acabei de falar com eles. Fui á vossa procura. Felizmente já tinha regressado de viagem. Foi ai que me encontraram.

- Os Volturi não deram por ti? – Perguntei tentando acalmar-me.

- Sim. Aliás. Acho que eles andam á minha procura neste momento. Não foi muito prudente terem deixado o castelo sem lhes dizerem nada. Eles vão passar-se com vocês, quando voltarem.

 Não me contive quando me comecei a rir.

- Assim que voltarmos, eu é que me vou passar com eles. Quero esta história contada por eles.

- Acalma-te mãe. Temos de pensar no que vamos fazer a seguir. Não podemos entrar lá e começar a disparar por todos os lados. Estamos em minoria.

- Ela tem razão Bella. – Seth tenta acalmar-me. – Somo três contra o mundo.

- Mas eu nunca disse que éramos só nós os três. Em que estado é que eles estavam quando os viste? – Perguntei a Seth.

- Fracos. Mas alimentados.

- Vai ter de servir. Disseste que havia uma entrada para as masmorras. Podemos passar os três por ai?

- Não. – Opôs-se Renesmee. – Vocês os dois vão busca-los. Eu vou reunir os Volturi no grande salão.

- Para quê? – Perguntou Seth.

-É mais fácil para “falarmos”. Fazes bem filha. Mas por favor tem cuidado.

- Não te preocupes. Para eles eu sou tão fraca como m gato.

- E os guardas? – Lembrou Seth.

- Somos mais de dez, contra cinco. Alem disso temos o meu escudo. Não vai haver problema. – Esclareci.

- Então temos um plano.

publicado por Twihistorias às 22:32
Fanfics:

Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
14

18
21
22

25
28
29



mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

32 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O nosso facebook
facebook.com/twihistorias
Obrigatório visitar
summercullen.blogs.sapo.pt silvercullen.blogs.sapo.pt burymeinyourheart.blogs.sapo.pt debbieoliveiradiary.blogs.sapo.pt midnighthowl.blogs.sapo.pt blog-da-margarida.blogs.sapo.pt unbreakablelove.blogs.sapo.pt dailydreaming.blogs.sapo.pt/ http://twiwords.blogs.sapo.pt/
Contador
Free counter and web stats
blogs SAPO