23
Ago 12

-       Emmett – bradou Ivy com um notável tom de raiva na voz, enquanto saia do copo do carro e se vestia

-       Confesso que estou a divertir-me mais do que gostaria com esta situação maninha

-       Aposto que sim. O Carlisle marcou uma reunião de emergência? Disse eu a Emmett enquanto tentava acalmar-me, não apelando aos meus instintos que pediam para matar aquele vampiro neste momento

-       Sim – disse ele mostrando um pouco de preocupação – ele tem estado perturbado desde que recebeu uma carta de manhã. Temos tentado perceber o que era mas ele limitou-se a dizer que quer a família toda reunida para explicar as coisas.

-       Eu vou-me embora por uns tempos Em – disse eu com calma – tenho uma missão em mãos e vou para o Arizona, não sei quando vou voltar, tenho muito que fazer lá. Queria usar os poucos dias que me restam para descontrair um bocado e tentar a vossa caça. Pode ser que não seja tão nojenta como é

-       Tu não fazes parte da família, pelo que eu posso limitar-me a dizer que estás a servir a tua família. Mas o Carlisle pediu para te levar a reunião também.

-       Já alguém negou alguma coisa ao vosso chefe de família?

-       Tu negarias alguma coisa à pessoa que sempre fez tudo por ti? Perguntou a Ivy – eu vou contigo Em

Ele acenou e entrou para o carro, dando-nos um pouco de tempo para nos despedirmos.

-       Porque e que não vens?

-       Porque como o Emmett disse, eu não faço parte da família. Estou a servir outros senhores, estou a servir os Volturi e não sou, nem nunca vou ser um Cullen. E isto é uma reunião com a tua família Ivy. Por isso é que tu vais entrar naquele carro e voltar atrás – disse eu apontando para Em

-       Tu podias fazer parte desta família sabes? Da minha família. Abandonavas os Volturi, ainda não és um Volturi Fred. Podes também voltar atrás, não estás preso nas tuas decisões. Ainda não.

-       Quando és um Volturi, não podes deixar de o ser porque achas que podes, eventualmente ficar melhor num outro sitio. Um dia um Volturi, para sempre um Volturi. Tu própria querias ser lembraste? E eles queriam-te.

-       Mas mudei de ideias. É o que te estou a tentar dizer Fred. Ainda há uma solução, ainda não estás amarrado a esta decisão.

-       Não vou ser um Cullen Ivy. Eu quero ser um Volturi, foi para isso que nasci, era o que a minha mãe queria de mim.

-       És tão estúpido Fred – disse ela já a aumentar o tom de voz – Não estás a perceber o erro que estas a cometer. E não te vais aperceber, nem que eu passe aqui o resto do dia a explicar-te

-       Felizmente não o podes fazer – repliquei eu

-       No mínimo devias ir á reunião. O Carlisle pediu-te para compareceres. És assim tão egoísta e obtuso que não consegues atender ao pedido de uma pessoa que nunca foi nada Senão bondosa para ti?

-       Não ponhas as coisas nesse termo, a fazer com que eu seja o mau da fita aqui. Eu não queria ficar lá, quase que me obrigaram

-       És melhor que isso Fred – disse ela enquanto entrava no carro do Em, que arrancou de seguida a toda a  velocidade

Entrei no meu carro e pensei no que faria de seguida. Tinha dois das antes de ir para o Arizona, e tinha as malas no carro, prontas para essa semana. Podia ir ter com a Kate e perguntar se ela não queria ir antes ter com o pai. “Ela está a trabalhar” pensei.

Comecei a conduzir em direcção a Seattle. Precisava de caçar, e já que não podia fazê-lo nem nos arredores de Forks ia procurar uma rapariga bonita fora das redondezas da cidade dos Cullen.

“És assim tão egoísta e obtuso que não consegues atender ao pedido de uma pessoa que nunca foi nada senão bondosa para ti” as palavras de Ivy ficavam a pulsar na minha memoria, como veneno. Os vampiros são criaturas egoístas por natureza, mas por alguma razão não conseguia deixar de dar razão a Ivy pelas suas palavras. O Carlisle deu-me um tecto, mesmo depois de eu o ter recusado e aceitou as minhas diferenças de uma forma nobre diferentemente do que muitos outros fariam e já que me ia embora, era meu dever comparecer e atender ao pedido daquele vampiro.

-       Que estupidez – murmurei para mim próprio enquanto retomava a direcção de Forks

Fui directo a casa dos Cullen, e quando cheguei vi toda a família sentada na sala à espera de alguma coisa.

-       Desculpe o atraso Carlisle – disse eu dirigindo-me exclusivamente ao chefe de família – tive uns pequenos... contratempos

-       Não faz mal, a Alice já nos tinha avisado que estavas a vir por isso ainda não começamos a reunião

Sentei-me na poltrona grande, no sitio oposto onde a Ivy estava e ignorei o seu olhar o tempo todo em que o Carlisle falava.

-       Hoje de manhã recebi uma carta com o selo dos Volturi – disse Carlisle, e quando ele o fez, senti os olhares a caírem sobre mim, e eu esforcei-me por ignorar todos eles – a carta dizia que o tratado que temos com os Quilleute deve ser anulado o mais rapidamente possível

-       O quê? Porquê? – pergunta a Bella

-       Porque eles dizem que nunca autorizaram tal tratado, e que ter um tratado de paz com os nossos maiores predadores é o mesmo que nos renegarmos a nossa essência e aceitar todas as mortes que os lobisomens já cometeram.

-       Como é que eles esperam que consigamos conviver com os lobisomens no mesmo estado sem termos um tratado que nos proíba de nos matar-nos uns aos outros? – disse Alice levantando-se e indo pôr-se ao lado de Carlisle – Como é que vamos fazer isso?

-       Não penso que tenhamos muitas opções. Sem o tratado, não temos nenhuma certeza que eles não nos ataquem. Podemos mudar-nos de Forks, podemos tentar coexistir com eles, mas não prometo que não haverá uma guerra.

-       Podemos ignorar aqueles vampiros que se armam em reis e manter o tratado – gritou Em

-       Se o fizermos, o mais provável é eles quebrarem-no eles próprios e matarem a patrulha do Jake – disse Bella

-       Nos devíamos ir para outro sitio, mantermo-nos seguros ate pensarmos em alguma coisa melhor

-       Vês alguma coisa Alice? O que e que eles vão fazer se nos não quebrarmos o tratado

-       Tenho tentado fazer isso desde que o Carlisle acabou de falar... mas nada. Eu não consigo ver nada

-       Eu sei porque – disse eu levantando a cabeça pela primeira vez – os Volturi já sabem como bloquear o teu poder. Há um vampiro, Abraham. Ele é novo, não deve ter mais que vinte anos de existência, mas os Volturi só o apanharam a pouco tempo. Ele consegue bloquear poderes. Ele pode bloquea-los para determinados vampiros, pode bloquea-los para espaços concretos. A única coisa que ele precisa é de conhecer o poder que esta a bloquear, saber as suas fraquezas, e assim desliga o poder para aquelas determinadas pessoas, ou aqueles determinados espaços e aí o poder é impenetrável.

-       Então, nenhum dos nossos poderes pode afectar os Volturi?

-       Nenhum dos poderes que os Volturi conhecerem e souberem exactamente como funcionam pode afecta-los enquanto eles tiverem o Abraham no lado deles

-       O que é que fazemos então em relação ao tratado? – perguntou Edward com um leve rugido

 

O que devem eles fazer?

Opção A – Falar com Jake e a sua patrulha, e pô-los ao decorrente das ordens que a família recebeu dos Volturi

Opção B – Abandonar Forks temporariamente e ir para uma outra cidade onde vão poder recomeçar a sua vida

Opção C – ignorar as ordens vindas dos Volturi

publicado por Twihistorias às 20:40

4 comentários:
Opção a
Marcela Thomé a 23 de Agosto de 2012 às 21:50

A.
tixxa a 24 de Agosto de 2012 às 11:57

A
Bella Cullen a 24 de Agosto de 2012 às 19:28

C....quero ver sangue....uahaauahuaha
Letícia a 25 de Agosto de 2012 às 00:47

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
13
15
16

19
20
24
25

26
28


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

32 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O nosso facebook
facebook.com/twihistorias
Obrigatório visitar
summercullen.blogs.sapo.pt silvercullen.blogs.sapo.pt burymeinyourheart.blogs.sapo.pt debbieoliveiradiary.blogs.sapo.pt midnighthowl.blogs.sapo.pt blog-da-margarida.blogs.sapo.pt unbreakablelove.blogs.sapo.pt dailydreaming.blogs.sapo.pt/ http://twiwords.blogs.sapo.pt/
Contador
Free counter and web stats
blogs SAPO