22
Fev 13

Nota da autora: A surpresa que tinha prometido. Tinha-o escrito e cortado da fic na primeira versão mas depois achei que podia melhorá-lo um pouco e dá-lo a ler a vocês. Acontece imediatamente após o segundo encontro com Bella, naquele em que ela promete ajudar o Edward.

 

POV Alice

 

A minha cabeça não parava de arquitetar tudo. Nada podia falhar. Eu tinha que deixar tudo perfeito. O meu querido irmão nem ia perceber o que lhe estava a cair em cima. Quer dizer, isso ele ia sim.

Ri-me com satisfação. Tinha que instruir corretamente a tonta da Isabella, Bella, aliás. Iria ensinar tudo para ela. Mas para já, tinha que começar por ir às compras. Eu até já tinha uma ideia do que queria. Faltava o mais simples, convencer Bella a usar aquelas peças magníficas.

Disfarçadamente, segui-a e tirei-lhe umas fotos com o telemóvel. Eu precisava da ajuda de Rose para conseguir pregar esta partida a Edward. Antes de levar a Bellinha às compras eu tinha que analisar com Rose a melhor forma de colocar a minha ideia em prática. A Rose ia ficar maluca com tudo.

– É esta a mulher que vai dar uma lição ao Edward? – Perguntou Rose quando lhe passei o telemóvel com as fotos. – Ahahahahahahah

Fiquei à espera que ela acabasse de rir o mais pacientemente que consegui.

– És capaz de parar com isso e ouvir até ao fim?

– Bolas, Alice! Não é preciso gritar. O teu plano até é interessante mas esta mosca morta é demasiado feia para levar o Edward a cair nas suas garras. Olha só para a forma como ela se veste? Onde é que ela compra a roupa? Na companhia dos sem-abrigo?

– Rose!

– Fala a sério Alice. Ela veste pior que a minha falecida avó.

– Por isso mesmo. Se ela fosse uma rapariga como as outras e vestisse bem o meu plano não existiria. Repara bem nela. A cara dela não é feia. Imagina-a com um batom, uma sombra, rímel e um pouso de blush.

– Sim, és capaz de ter razão. Mas as roupas estragam tudo. E esse corte de cabelo?

– Nã, nã, nã. O cabelo é o melhor que ela tem. Isso e a sua pele livre de borbulhas e marcas. E acho que de corpo…

– Ah, não. É uma raquítica de peito liso.

– É o que parece por causa das roupas que ela usa. Hoje tive oportunidade de olhar bem para ela e acho que vamos fazer um makeover extraordinário. Estas fotografias serão a prova do antes e do depois.

– Tens a certeza que depois de a transformarmos numa mulher sexy ela não vai tentar roubar os nossos namorados?

– Claro que não. Ela é uma moça séria, séria até demais.

– Como é que a vais convencer a ir para a cama com o teu irmão se ela é assim como dizes?

– Eu sou capaz de tudo. Nunca duvides.

– Não sei, não. Não gosto muito do aspeto dela.

– Com ela vamos descartar a aproveitadora da Tânia.

– Agora já nos estamos a entender. O que vamos fazer?

– Primeiro tenho que ir às compras com a nossa querida Bellinha, depois vou arranjar maneira da Tânia descobrir que o Edward é um homem casado.

– Casado? Eles vão casar? Meu Deus, Alice. Não te quero para inimiga. Tu és diabólica. O que é que eu tenho que fazer?

Contei tudo o que queria e, tal como tinha previsto, ela adorou.

 

POV Isabella

 

Estávamos nas compras há menos de meia hora e eu já estava farta. Alice não me deixava tranquila um segundo. Que raio de ideia a dela. Eu não precisava de roupa nenhuma.

– Esse conjunto fica-te muito bem. Solta o cabelo para ver o efeito.

Fiz o que ela me pediu porque já tinha percebido que era uma batalha perdida negar as suas ordens.

– Muito bom. Com uma maquilhagem leve ficas extraordinária.

– Eu não costumo usar maquilhagem.

– Não queres ajudar o meu irmão? Tens que fazer boa figura. Achas que ele vai olhar para ti se usares as tuas roupas normais?

– Até parece que me estou a candidatar a amante do teu irmão, - respondi entre dentes.

– Não é uma ideia fabulosa?

Corei até à raiz dos cabelos e não consegui articular nenhuma palavra.

– Eu acho que ias gostar. O Edward tem fama de ser bom de cama.

– Não acredito que estou a ouvir isso, - resmunguei totalmente envergonhada.

– Relaxa, Bella. Tudo a seu tempo.

– O que é que queres dizer com isso?

– Que agora é tempo de escolher outro tipo de roupa. Esse conjunto está aprovado. Vamos levar.

– É caro.

– Tu mereces.

– Tenho pouco dinheiro, Alice. Eu não sou rica.

– Não te preocupes com isso. Sentes-te bem com essa roupa?

– Os calções são um pouco curtos mas muito bonitos. Gosto de me ver assim, - acabei por confessar.

– Se perderes essa timidez ainda vais ficar mais bonita. A confiança que depositamos no que vestimos faz sobressair a nossa personalidade, pela positiva e pela negativa. Age em conformidade. Se te sentes bem, quero ver-te a sorrir e a dançar.

– Aqui?

– Estamos num vestiário. Se não fores capaz de o fazer aqui não vais conseguir fazer isso nunca. Dança, Bella, - instigou Alice pegando-me numa mão e fazendo-me rodopiar.

A situação estava a tornar-se demasiado insólita mas as pressões da Alice conseguiram libertar-me um pouco. Fingindo que estava numa passerelle percorri o corredor de acesso às cabinas de prova e regressei. Alice bateu palmas e deitou a língua de fora o que me fez rir.

– Agora prova este vestido.

Toda a minha alegria se esvaiu. Peguei na peça de roupa de má vontade e voltei para dentro da cabine de prova. O vestido era um pouco estranho. Todo preto e demasiado comprido, cingido apenas ligeiramente na cintura por um cinto também preto.

– Acho que este não vais gostar, Alice, - murmurei.

– Hummm. Se usares um lenço branco vais ficar exatamente como eu imaginei.

– Não gosto muito deste, - confessei.

– Não te preocupes, Bella. Vai correr tudo bem.

– Estás a falar de quê. Alice?

– Encara isto como uma fantasia.

– Vamos a um baile de fantasia?

– É mais um bar, - afirmou ela a rir, - mas garanto-te que vai compensar o esforço.

– O Ed… teu irmão vai lá estar?

– Claro que vai. Ele não pode falhar por nada.

– Não achas que devia usar outro tipo de fantasia. Este não me favorece muito. Pareço uma feira.

– Bom, podes sempre escolher o traje de coelhinha da playboy.

– Não. – Levei a mão à boca ao perceber que tinha falado demasiado alto.

– Fico contente por concordares comigo. Eu até vou ser boazinha contigo e vou deixar-te ir ao bar sem levares terços ou bíblias.

Abri a boca de espanto. Eu não conseguia acompanhar o raciocínio dela.

Gastei quase todas as minhas poupanças em roupa e calçado. A Alice ainda tentou pagar mas eu bati o pé e não deixei.

– Estás a ser muito teimosa, Bella. Eu queria oferecer-te uma prenda.

– Era muito dinheiro, Alice. Podes oferecer-me outra coisa qualquer.

– Posso? Qualquer coisa? Linda. Gosto tanto de ti, Bellinha, - afirmou ela lançando-se no meu pescoço e dando-me um abraço apertado.

Devia ter ficado desconfiada com o seu comportamento.

Gemi de frustração quando, já carregadas de sacos de compras, ela resolveu ir a uma última loja. Assim que percebi que era uma loja de lingerie tremi de medo.

Não valeu de nada.

– Lembra-te que disseste que eu te podia oferecer qualquer coisa.

– Puffffff.

– Ficas muito sexy. Se o meu irmão te visse com essa roupa interior…

– Pára, - gritei. – Não falo mais para ti.

Ela riu-se e abraçou-me com força.

– Não faz mal. Até vai ser mais fácil se ficares calada.

– Ahhhhhhhhhhhhhhh.

O meu inferno ainda não tinha acabado. Depois de largarmos todas as compras no carro, fomos até casa da Rosalie, onde as duas me deram aulas intensivas sobre maquilhagem. Para meu completo desespero eu é que servi de cobaia.

Fiquei ainda mais preocupada quando no dia seguinte fui obrigada a passar grande parte do dia no cabeleireiro e na esteticista. A maluca da Alice é que deu ordens na minha depilação. Eu que até tinha cuidado com estas coisas fiquei aturdida com a ordem dela. Tirar tudo. Tudo? Ou quase. Eu estava entregue às mãos da bruxa.

É claro que o pior de tudo foi quando ela me disse o que eu tinha que fazer.

– Ainda não percebi, Alice. Dá para ser mais clara?

– Acho que tu não vais ser capaz e vais falhar o que prometeste.

– O que foi que eu prometi, afinal?

– Ajudar o meu irmão.

– Eu cumpro sempre o que prometo, mesmo não gostando nada das atitudes que tens tido comigo.

– Então, Bella? Tenho sido uma amiga e tanto. Até fui contigo passear pelo parque. Estive contigo a ver o filme de terror que tu querias ver.

É verdade. Sorri só ao lembrar-me. Obriguei-a a assistir ao filme comigo para me vingar um pouco dos dois dias de tortura que passei com ela e com Rosalie.

– Está bem, Alice. O que é que eu tenho que fazer? Prometo que vou fazer tudo direitinho do jeito que disseres.

– É simples, Bella. Só tens que seduzir o Edward.

Hã? Eu não devia estar a ouvir bem.

– Eu tenho o quê? – Perguntei meio engasgada.

Ela encolheu um ombro, inclinou a cabeça para o lado e disse com toda a candura:

– Só tens que seduzir o meu irmão.

Peguei nas minhas coisas com a máxima velocidade que consegui e saí porta fora ignorando os chamamentos de Alice.

Dois minutos depois o meu telefone dá sinal de mensagem.

De: Bruxa

Se conseguires levá-lo para a cama, ele vai apaixonar-se por ti. Tenho a certeza, cunhadinha. Achas que Cullen combina com o teu nome? Isabella Cullen. Soa muito bem. :)

 

Mudei de cor tantas vezes quantas as vezes que li e reli a mensagem da bruxa.

Isabella Cullen? Cunhada? Levar o Edward para a cama...

Eu não conseguia acreditar na audácia dela.

No entanto, mesmo achando a ideia totalmente absurda, percebi que havia uma pequena parte de mim que dizia:

– E se for mesmo assim?

Percebi também que o inferno é mesmo à beirinha do céu.

 

Nota da autora: É um capítulo de saudade e de despedida. Obrigada pela companhia. Foi muito gratificante tê-los como leitores e amigos. Beijos.

publicado por Twihistorias às 23:40
Fanfics:

4 comentários:
Own que bom! Vou sentir saudades!
Marcela Thomé a 23 de Fevereiro de 2013 às 10:30

Oi Marcela.
Obrigada por mais um comentário.
Este pedaço de texto foi cortado da fic quando pensei em postá-la.
Na altura pensei que não iria fazer falta alguma ao desenrolar da história e que não tinha grande qualidade de escrita.
Há ainda outro pedaço que cortei - que até gostei muito - mas que entendi que poderia tirar enfase ao final que escolhi.
São as maquinações de Alice durante a estadia de Edward e Bella no hotel.
Talvez o possa postar.
Ainda tem que ser revisto - não está postado em mais lado nenhum.
Se dicidir postá-lo falarei com a Letycia.
Obrigada pelo apoio que você sempre deu à fic - acabou dando para mim também. rsrsrsrsrsrs
Beijos

Ella Fitz
Ella Fitz a 23 de Fevereiro de 2013 às 15:55

Olá!
Gostei muito do capítulo (como sempre aliás) e ri-me imenso com a Alice a torturar a Bella!!

Beijinho

PS:. Vais começar outra Fic? :3
Bárbara M. a 23 de Fevereiro de 2013 às 17:28

Olá, Bárbara.

Obrigada pelo teu comentário.
Este pseudocapítulo é engraçado.
Eu também me ri bastante com a Alice.
(Eu adoro a Alice.)

Tenho outra fic que já está praticamente concluída.
Na verdade já era para estar acabada mas prolonguei mais um capítulo.
São 33 no total. (A menos que ainda me dê para acrescentar mais alguma coisa.)
Tenho uma outra que ainda só está no início.
Tenho 4 capítulos escritos e prevejo escrever mais seis.
(Pelo plano da história que delineei inicialmente, claro.)
No entanto, esta não a divulguei ainda.
Só começo a postar uma fic quando a tenho concluída ou esteja próxima do fim.
Ainda não sei se a fic que tenho no fim será postada aqui.
Estou a postá-la noutro site.
Aliás "A Aposta" só foi postada aqui porque a Letycia me fez o convite.
Assim, só o tempo poderá dizer se haverá nova postagem, seja desta fic ou de uma fic nova.
Obrigada pelo interesse e pela confiança demonstrada.
Bjs

Ella
Ella Fitz a 23 de Fevereiro de 2013 às 22:41

Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
14

17
18
19
21
23

25
26
28


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

32 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O nosso facebook
facebook.com/twihistorias
Obrigatório visitar
summercullen.blogs.sapo.pt silvercullen.blogs.sapo.pt burymeinyourheart.blogs.sapo.pt debbieoliveiradiary.blogs.sapo.pt midnighthowl.blogs.sapo.pt blog-da-margarida.blogs.sapo.pt unbreakablelove.blogs.sapo.pt dailydreaming.blogs.sapo.pt/ http://twiwords.blogs.sapo.pt/
Contador
Free counter and web stats
blogs SAPO