28
Jun 13

 

 

 

Capítulo 14

A verdade é que eu o amo(Parte I)

-Quem está ai?- eu perguntei novamente, para ter certeza de que aquilo não era uma ilusão.

- Sou eu, Edward. -mesmo que ele não tivesse dito o seu nome eu saberia que era ele.Sua voz de anjo chegou até os meus ouvidos através da brisa suave que soprava na noite estrelada.

- O que você está fazendo aqui?- eu perguntei um tanto confusa. Eu sabia, ou sentia, que para ele eu não era nada, mas em minha mente ele era o ser que dominava meus pensamentos.

- Eu precisava ver você, saber que estava bem. - ele respondeu sincero.

- Você é louco?Minha família o mata se o vir aqui. - eu quase grita, com a idéia de vê-lo ferido ou até mesmo...eu hesitei na palavra...morto.

-Você pode me matar, antes que eles o façam.

-Nunca diga isso. -minha voz saiu muito alta.-Eu não suportaria essa idéia.- eu confessei, num suspiro.

- Eu não sou nada para você, Bella. - ele me lembrou.O que era verdade, ele não era nada meu, irmão, amigo, nada.Éramos dois estranhos.

Eu ignorei suas palavras.

- O que eu sou para você?- eu perguntei uma pergunta um tanto quanto obvia, quando se tem alguém em seu jardim no meio da noite.

- Eu não acho que palavras seriam o bastante para definir, então quando você para de mentir para si mesma, e ver o que eu sou para você, você descobrirá o que és para mim.

- Você é muito enigmático. - eu disse.-Eu preciso de respostas.- eu disse.

- Não sou que pode da-las, a única coisa que eu te prometo, eu lhe juro, e que estarei ao seu lado, sempre.

- Não me jure, e nem me prometa nada. - eu disse.-Juras são tão quebráveis quanto peças de porcelana.- e aquele era o resquício de Jacob na minha vida, Jacob havia me prometido que sempre estaria ao meu lado, mas ele partiu e não voltaria.

- Você não acredita em mim. - ele deduziu.

-Eu não acredito em ninguém. - eu o corrigi.

- Por que isso?Por que não acredita em nenhuma de minhas palavras?

Eu respirei fundo, me preparando para o buraco que seria aberto, novamente.

- É uma longa historia. - eu o alertei, me sentando no chão da minha varanda, eu abracei minhas pernas.Eu pude ver ele se sentar no cão, dobrando as pernas.

- Eu quero ouvir. -ele disse, um tanto ansioso.

- Em toda a minha curta vida, eu só amei uma única pessoa, Jacob. Ele era tudo em minha vida, nós nos casamos e éramos felizes.Só que ele morreu cedo demais, deixando de cumprir todas as suas promessas que tinha feito por mim.

- Mas Bella, eu não sou Jacob, eu sou Edward. Nenhuma das pessoas que a cercam podem sofrer por isso.

- Você não entende Edward. Jacob era minha própria vida, ele se foi e hoje eu apenas sobrevivo a dor, a solidão.

- Eu não acredito que aquela doce garota que você era, tenha desaparecido. Talvez, você seja como uma borboleta, com Jacob você era uma lagarta, depois você se fechou em seu casulo, e agora só lhe resta, virar uma borboleta, um linda borboleta.

- Não há motivos para isso, para que tentar viver sem nenhum objetivo. Para que?- eu senti meus olhos se encherem de água. Por que eu não conseguia seguir o que as palavras de Edward me falavam, porque eu não podia começar minha vida novamente?

Eu estava cega para algo que estava surgindo em mim, o amor. O amor por Edward Cullen.

 

Capítulo 14

A verdade é que eu o amo(Parte II)

- Ache um motivo dentro de você, Bella. Eu sei que existe algo dentro de você agora, que faça você retornar a vida.- e era verdade, esse sentimento que eu sentia por Edward e que estava crescendo dentro de mim estava me dando esperanças para um retorno, mas só isso seria necessário?

- Por que você se preocupa comigo?Quando eu não passo de uma... estranha?

- Você não é estranha para mim. - ele fechou os olhos, riu e balançava a cabeça em negação.Ele abriu os olhos e me fitou no escuro da noite.-Desde quando eu a conheço?

- Desde hoje, no parque. - eu respondi simplesmente.

- Isso não é verdade, eu te conheço desde que você tem seis anos de idade. Eu há visitei um dia, para brincar com você. E daquele dia em dia em diante, não houve um único momento em que seu rosto não rondou minha mente.Eu prometi que te encontraria um dia.

Eu busquei nas lembranças de minha infância, e seu rosto não me era familiar.

- Eu não me lembro de você, me desculpe.

- Eu não esperava que você se se lembra, você brincava com Jacob o tempo todo, mal falou comigo. - ele mantia o belo sorriso no seu rosto.

- Você me faz bem, sabia?Eu estava crendo que minha vida não teria mais saída, mas você aparece e me fez sentir... - eu quebrei o pensamento.

- Me fez sentir?- ele me pressionou seus olhos brilhando no escuro.

- Do que adianta você saber o que sinto, se eu não tenho idéia do que você sente. Você é um mistério para mim.

- Eu já lhe disse, você saberá quando seu coração estiver pronto para isso. Quando você puder confiar no Que  eu sinto por  você e no que você sente por mim, de olhos fechados, e puder viver assim, completamente entregue.

E suas palavras pareciam fazer sentido, eu não estava preparada para receber essa paixão que estava me assolando, eu era apenas um coração fraco, na verdade. Destinado a viver as dores de um amor passado.

- Eu posso nunca estar pronta. - eu alertei.Eu não gostaria que ele tivesse esperanças, eu não gostaria de fazê-lo sofrer.

- Eu prometo que viverei para ver você se tornar a Bella que eu conheci há anos atrás e só então darei meu ultimo suspiro.

O céu já não era tão negro, ele estava indo para um tom de azul escuro, a aurora se aproximava e momento de dizer adeus também.

Eu andei até o vaso de rosas em minha varanda, colhi uma rosa com cuidado, e voltei novamente ao ponto onde eu havia passado toda a noite. Eu beijei, delicadamente, a rosa e joguei para Edward.Ele pegou e inalou, como se quisesse guardar para sempre o perfume.

- Um presente por ter arriscado sua vida esta noite. - eu disse, a minha voz tão serena quanto a manha que nascia.

- Eu não tenho nada para lhe dar em troca. - ele disse, visivelmente chateado.

- Não precisa me dar nada, você já arriscou sua vida essa noite. - eu disse novamente.

- Quando obtiver suas respostas, me encontre no parque no mesmo lugar que nos vimos pela primeira vez.

- Eu estarei lá. -prometi- Adeus.

- Até logo. - e ele partiu.

Eu entrei em meu quarto e cai de costas na cama. Eu me sentia tão confusa, como a vida de um ser humano pode mudar tanto?Ontem, eu acordei com a percepção de que seria um dia como outro qualquer, se não pior - por se tratar do aniversario de um ano da morte de Jacob, da morte de uma parte de mim. Deus havia me dado a oportunidade de conhecer um anjo, um anjo que havia me feito crer na esperança no futuro.Eu me apaixonei por ele.

O amor nesse momento parecia ser algo muito grande quando Edward era tão misterioso, quando o que ele era sentia por mim era uma incógnita aos meus olhos, a minha mente ou meu coração. Eu quero crer que Edward é meu futuro.

Mas como fazer isso se o fantasma de Jacob ainda existe em minha mente?Quando o muro que construí para me proteger do mundo ainda é tão forte?

Não havia esperança para mim e para Edward, eu era uma viúva e não poderia me casar com ele. Eu não poderia lhe dar filhos, filhos que eu deveria ter tido com Jacob.Nós não envelheceremos juntos, porque eu sei que por mais que eu ame Edward, por mais que eu saiba que daria minha vida por ele, eu não tinha um coração inteiro.Eu não poderia amar Edward como eu quisesse, eu tinha uma cicatriz de um passado que deveria ser meu eterno futuro.

Mas apesar de tudo, eu queria dar uma chance a mim mesma, uma chance de Edward me fazer feliz e eu correria todos os riscos.

Eu não percebi que estava chorando, eu estava tão cansada!Eu me permiti adormecer, na esperança de sonhar o futuro que eu teria com o meu anjo.

publicado por Twihistorias às 18:00

Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
27
29

30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
O nosso facebook
facebook.com/twihistorias
Obrigatório visitar
summercullen.blogs.sapo.pt silvercullen.blogs.sapo.pt burymeinyourheart.blogs.sapo.pt debbieoliveiradiary.blogs.sapo.pt midnighthowl.blogs.sapo.pt blog-da-margarida.blogs.sapo.pt unbreakablelove.blogs.sapo.pt dailydreaming.blogs.sapo.pt/ http://twiwords.blogs.sapo.pt/
Contador
Free counter and web stats
blogs SAPO