24
Fev 12

 

Capítulo 50- "Anthony"

 

POV do Carlisle:

- Charlotte acabo de receber um telefonema do meu filho Edward,preciso da tua ajuda. - Confessei à jovem residente. Charlotte era uma das melhores alunas da universidade de Oxford. Por isso quando terminou a licenciatura convidei-a pra um estágio no Hospital de Forks. O que hoje volvidos três anos se tinha transformado no melhor contributo em obstetricia e neonatologia que este hospital já teve. E minha jovem confidente pessoal. Ela era brilhante; meiga com as pacientes mas de uma frieza e ponderação cirurgica em situações de grande pressão.

- Claro Carlisle do que que é que precisa? Respondeu-me pronteiramente enquanto organizava os ficheiros dos pacientes no balcão.Aproximei-me e levei-a até ao banco no exterior do hospital.

- Charlotte ainda te lembras do que te contei acerca da minha nora Bella?

- Sim doutor, a namorada do seu filho que está grávida de gémeos em final de tempo. Ufa isso deve ser entusiasmante! - Respondeu ela bem disposta. Essa era uma das mais particulares caracteristicas de Charlotte a sua afectividade e claro a lingua afiada.

- Exactamente a Bella e o Edward tiraram o dia para fazer um pic nic na montanha.

- Parece-me encantador. Deixe-me adivinhar agora a Bella entrou em trabalho de parto e eles não conseguem chegar à unidade marterna?

- Precisamente. O pior é que o Edward ainda está no meio do nada a fazer com que o carro funcione!

- Ela está completamente só?! - Questionou-me com o seu sotaque Britanico acentuado do choque.

- Não Charlotte está com um amigo comum acompanha-la.- Conclui eu.

- E o que é que esse está lá a fazer?!

- Dr Granger! - Protestei - O que é que isso lhe diz respeito?! - Continuei tentando não me rir do seu óbvio descaramento.

- Peço imensa desculpa Dr. Cullen eu excedi-me desculpe.

- Não tem importancia apenas não repita a proeza. Enfim.- Reorganizei o que faltava informa-la. - No periodo que cá está já fez uma daquelas visitas ao parque natural olimpico?

- Sim claro é o que faço ao fim de semana. Escalada e Alpinismo. - Confirmou.

- Conhece a área o suficiente, para encontrar a minha nora?

- Penso que sim doutor necessito é de algumas informações: Qual é o estado da paciente? Existe alguma doença crónica ou cardiaca que seja problema? Há quanto tempo aproximadamente se deu o rebentamento da bolsa amiótica?

 

Pov de Charlotte Granger

Após aquela breve troca de impressões no pátio o Dr. Cullen dera me cinco minutos para me abastecer do que precisava. Assim que o fiz , corri em direcção ao veloz mercedes preto e o Dr. Cullen entregou-me uma foto.

- Vês a bonita mamã no centro da fotografia? - Sorriu-me- É a minha mais recente filha,Bella e quero que a trates tão bem como se fosse a tua irmã. Enquanto eu efectuo a cardiocirurgia desta tarde.

Realmente era óbvio que o Dr. Carlisle adorava a sua famíla. E pelas inumeras vezes que me falara neles quase já também eu senti um afecto desmedido por Esme,Emmett,Rosalie,Jasper,Alice,Edward e Bella. E sonhara um dia ter uma famila tão encantadora e dedicada quanto os Cullen.

Ele estava certo agora que analisava a fotografia Bella era realmente uma rapariga encantadora quase tanto como o seu atraente namorado. Na foto o casal olhava um para o outro afectuosamente enquanto que as mãos dele aconchegavam o bonito útero de 33 a 34 semanas.

Usando apenas camisa e top brancos e calças de ganga os dois assemelhavam-se a um especial de celebridades.

- Não se preocupe Carlisle eu mantenho-o ao corrente do que se passa. Mas deixe que lhe diga que farei tudo para acompanhar a encantadora Bella e os seus netinhos. - Sorri-lhe honestamente

Num ápice deixou-me no parque desejando-me boa sorte. Não precisei de andar muito para chegar à area livre de caça que Carlisle me indicara.

Fazer o meu primeiro parto fora do hospital deixava-me duplamente assustada mas confiante, sem duvida um aumento de adrenalina.

O meu vulgar pensamento foi interrompido por um bramido agonizante que se aproximava do sitio onde estava.Isabella pensei. Enquanto corria em direcção ao som.

- Por favor, por favor ajudem-me!!  - Repetia ela em agonia.

Assim que a encontrei senti imediata compaixão. A "bella" estava agachada a um velho banco de merendas tentando controlar mais uma penosa contracção enquanto o sangue nas suas calças indicava uma fase mais avanaçada do parto.

Corri para o seu encontro e assim que pousei a minha mochila apresentei-me:

- Olá sou Charlotte - Sorri-lhe mostrando afectividade, ela gritou mais uma vez e expirou depressa. Lágrimas brotaram violentamente dos seus olhos. Depois respondeu-me:

- É a ajudante do Carlisle? Veio-me ajudar!

Disse num só folego numa mistura de dor e alívio.

- Sim linda, sou.

Num instante desenrolei a manta que trouxera numa tentativa de amaciar o chão duro cobria com um lençol e estendera outro para uma falsa sensação de privacidade.

Não queria que ela se tivesse despir no meio do parque nacional. Já era suficientemente mau estar tudo a acontecer ali e não no hospital.

- Deixa-me ajudar-te a pores-te mais confortável.

Delicadamente coloquei-a deitada de costas, mas antes de colocar os joelhos ao nível do tronco protestou a ofegar:

- Eu ainda não posso fazer força!

- Não te estou a pedir ainda nada querida ainda. Mas não deve faltar muito. Não estás ansiosa por conhecê-los?!

- Claro que sim! E estas contracções estão-me a matar. - Confessou deitando a cabeça para trás e preparando-se para a próxima:

- Mas- Agora parecia querer aumentar a velocidade.- Eu não quero que eles nasçam sem pai! Ele tem de estar aqui!Ele prometeu entende?! Isto não pode acontecer!! Não assim!- Protestou em pranto, confesso que não entendi nada.- Oh Meu Deus!! Eu já não aguento mais! Mas será que esta dor não vai pára?!!! Ajudeee- me por favor!!

Ela trouxe o corpo na minha direcção e crivou as unhas no lençol eu alcancei a sua mão. Olhei nos seus olhos e falei pausadamente:

- Isabella eu sei que isto é muito assustador. E que é horrivel estares a passar por tudo isto aqui sozinha. Mas eu vou ajudar-te, juntas vamos trazer os teus meninos são e salvos ao mundo ok?

- Ok. - Disse-o num soluço. Depois ficou muito séria e perguntou-me:

- Como é que sabe o meu nome?

- Sabes. Não te deixes iludir pela maquilhagem, só tenho 23. O Dr.Carlisle é meu mentor de faculdade e eu estagio com ele. Contou-me tudo sobre ti os Cullen.

- Daí o sotaque. - Esboçou ela um sorriso esforçado.

- Sim tenho charme. - Brinquei.- Bella o que aconteceu ao teu amigo que supostamente estaria aqui? Acobardou-se tão cedo?

- Nada disso.- Respirou fundo- O Jake foi tentar buscar ajuda. - Explicou.

- Ok. Acho que já me situei.

- Se eu prometer não os tirar daí à força deixas-me dar uma olhadela só para saber em que fase do campeonato vamos? - Sorri-lhe

- Sim - Respondeu num sossurro

Tapei-a com um lençol e ajudei-a a com as calças e o resto da indumentaria. E quando acabei fora obvia a conclusão dos 10 cm de dilatação concluidos.

- Estás mesmo a portar-te bem Bella. Tens a dilatação toda feita. Vamos mesmo ter de começar a fazer força.

- Mas o Edward não está aqui! Ele precisa de estar! - Gritou mais uma vez numa mistura de frustração e agonia.

- Eu sei querida mas tenho a certeza que ele vem a caminho. - Tranquilizei-a pensando se a criatura não se pode despachar do carro e vir a pé.

- Eu não. - Respirou fundo. - Ele envolveu-se numa luta muito feia. E não sei se vai voltar! -  Gemeu crivando as unhas na erva fria.

Uma luta? Será que o Dr. Carlisle sabia disso? E que tipo de luta era seria um daqueles duelos à moda antiga pela donzela.

- Tu tens de pensar no que é importante agora! Os teus gémeos estão a nascer e precisam da nossa ajuda. Concentra-te neles. Tu conseguiste passar três meses sozinha, enfrentas-te a opinião de toda a gente desta cidade mediocre. És mais forte do que imaginas! Aguentas-te todas estas horas de dores sem ninguem. Agora eu vou ajudar-te a acabar com elas. E a trazer os teus filhos ao mundo. Mas preciso da tua ajuda! Posso contar contigo?! - Quando acabei o meu discurso emocional também eu estava a chorar. Tinha reunido toda a informação que Carlisle me dera sobre ela. E sem duvida que era verdade Bella era mesmo uma heroina. Agora que a conhecia pessoalmente percebia a paixão de Carlisle por esta sua nova filha.

- Eu sei que o Carlisle te contou isso tudo mas mas eu não consigo! - Exasperou-se

- Consegues pois! Como é que eles se chamam?

- Elisabeth e Anthony. - Respondeu com um sorriso babado no choro.

- Pois então concentra-te nos teus meninos e ajuda-me!

- Como é que eu faço isto?!

- Isabella quando sentires a próxima contracção, vais reter a respiração segurar a coxas por detrás do joelhos e puxar a perna.

- Pronta?!

- Força!!

Assim que a contracção a atingiu e ela fez força consegui visualizar logo a cebecinha.

- Boa! És uma pró já o vi! Achas que é o teu menino ou uma menina?

- É o meu menino tenho a certeza.

- Vamos ver. - Sorri-lhe

Dois grandes puxoes a seguir e a cabeça surgiu a minha frente. Amparei-a delicadamente em concha e pedi a Bella que para-se de puxar. Minutos depois os dois ombros já cá estavam o resto do corpo foi num istante. Tomei as medidas de após o nascimento e limpei o lindissimo recem nascido e pu-lo no colo da sua mãe. Bella de uma forma insitintiva sob logo o que fazer, olhou o com tanta ternura que me arrepiei. Acrescentando ao meu choro piegas mais dramatismo. Depois ouvi a sua voz calma e terna cumprimenta-lo:

- Olá bébé Anthony. Eu sou a tua mamã.- Duas grandes lagrimas gordas passearam no seu rosto.

Uma fracção de segundo depois o recem-nascido abriu os olhos. A pesar de surpreender-me não me deixou em choque, isto antes de ver a deslumbrante cor de esmeralda que estes escondiam.

Bella entreoolhou-me em choque, protegeu o do sol com a sua mão. E com um sorriso do tamanho do mundo susurrou:

- Tal como os do papá. Meu principezinho.

publicado por Twihistorias às 21:59

3 comentários:
Amei, amei e amei! Mas podias continuar o capítulo, acabou na melhor parte! E o Edward, vai chegar antes da Elizabeth nascer, não vai?

Beijinhos,

Angelina
twilightforever-fic a 25 de Fevereiro de 2012 às 22:28

UAU!
Amei, qdo postam o próximo??
BM a 26 de Fevereiro de 2012 às 00:06

Agora só falta a elisabeth nascer!tô esperando o proximo capitulo!
Marcela thomé a 29 de Fevereiro de 2012 às 15:31

Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
15

25

26
29


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

31 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O nosso facebook
facebook.com/twihistorias
blogs SAPO