10
Mar 12

Capitulo 52 (parte 1) - “O momento ideal”

 

Ponto de Vista do Edward

A mulher da minha vida estava perfeitamente serena adormecida na cama de casal que tinha colocado no meu antigo quarto na casa branca. Agora era me tão fácil perceber o conceito de felicidade. Durante séculos vi milhares de famílias sorrirem extasiantes para os seus filhos e nunca percebia como algo tão quotidiano como o nascer de uma criança podia ser tão milagroso.

Carlisle costumava dizer que o momento do parto muda a vida da mulher. E que apesar de acontecer todos os dias é um facto que não deve ser menosprezado por que realmente era mágico. Mas agora eu sei. Os meus filhos são um presente divino que eu não sei se quer se mereço. Nunca na minha vida me senti tão grato por estar vivo. Nos poucos segundos que já tive o prazer de disfrutar da presença dos meus filhos sinto que já estou tão preso aos seus lindos, perfeitos e pequenos dedinhos que nada neste mundo me vai impedir de protege-los e ama-los na melhor das minhas capacidades.

Sinto-me um homem completo, tenho a mulher dos meus sonhos comigo mas também a mulher mais forte e corajosa que tenho a sorte de conhecer. A responsável pelo maior dom que se pode dar a um Homem a felicidade de ser pai. O bater descontraído dos seus pequenos corações traz o ritmo de uma sinfonia que será eterna. E agora mais para me relembrar do quanto real é a sua existência e menos por preocupação aproximei-me do seu berço improvisado. Elizabeth estava aconchegada ao seu irmão com o pequeno frágil tufo de cabelo ruivo desalinhado. Anthony do lado oposto tinha uma serenidade e uma paz impressionante.  Era como se a sua essência acalmasse a sala. Permaneci a contemplar aquele pedaço de paraíso que tinha no concedido.

As horas passaram até que os meus tesouros acordaram. Até nisso eram adoráveis, imitiam apenas um miar de descontentamento/fome. E soube que era altura de acordar Bella. Com o máximo de delicadeza que consegui segurei na minha princesa. O seu corpo quente e suave era a sensação e mais reconfortante que já tinha experienciado. E a sua essência inebriante mas nunca, nunca como vampiro mas sim como pai. E soube nesse segundo que estes dois podiam fazer de mim o que quisessem. Oficial o leão estava domado.

- Edward, não monopolizes a minha menina. Aposto que ela está com fome. - Disse ternamente Bella alertando-me para a sua súbita desperta.

Entreguei delicadamente a nossa criança á mãe, e Bella soube imediatamente o que fazer. Mais uma vez surpreso notei como enquanto lhe dava os nutrientes necessários lhe tapava os olhos da luz forte da janela e não pude deixar de frasear:

- Como é que sabes fazer isso tudo? É como se nascesses para isto?

Ela avaliou a minha confusão e respondeu descontraidamente:

- Eu não sei Edward apenas tento fazer com que os possa ajudar, e nisto eles é que já nascem a saber o caminho. – Brincou.

Quando acabou voltei ao berço e os olhos impressionantemente verdes de Anthony deram-me as boas vindas.

- Olá rapazinho, estás com fome? – Saudei-o sorridente. Ele permaneceu a olhar-me curioso.

Segurei nos meus braços e levei-o a mãe, mais uma vez aquela essência que me faz praticamente dançar que nem um palerma por ser responsável legal de alguém.

Depois de Bella os alimentar ficamos mais uma vez feitos ignóbeis presos no seu magnetismo e perfeição. Ninguém nos podia obrigar a desviar sequer o olhar destas pequenas fontes de prazer adoráveis.

- Nós somos bons nisto hein? – Brincou Bella. Claramente enfatizando a beleza e perfeição dos nossos filhos.

- Sim apetece-me gastar rios de dinheiro em coisas de tamanho mínimo- Brinquei

- Oh! Isso é parcial Edward tu adoras gastar dinheiro – Atacou ela.

- Se eu soubesse que iam ser tão perfeitos tínhamos feito isto mais cedo. – Provoquei-a

- Pois ou então não… - lembrou-me

- Amo-te tanto Bella, brigada por tudo

- De nada meu amor, valeu mesmo a pena. – Sorriu-me antecipando o beijo.

- Não queres volta-los a por no berço? – Perguntei suavemente.

- Oh Edward eu não estou a achar isso uma boa ideia, quer dizer o Carlisle falou contigo ontem e também me disse que não podemos… comer bolo até daqui a algum tempo. E não querendo ofender a tua susceptibilidade acho que dói demais repetir assim a doze. – Apressou-se a explicar.

Eu apenas me ri acariciei a sua face e desfiz a sua dúvida:

- Não é essa a minha ideia Bella. Depois voltei a colocar os gémeos no berço sem antes lhes dar um beijo na testa.

 

Sentei-me na grande cama dei-lhe a mão e disse o mais calmo que consegui.

- Bella neste tempo todo, sei que fui o melhor homem que podia ser contigo. Tu disseste-mo vezes sem conta. Mas nos teus olhos reparei numa ausência, um vazio, a falta de algo. Não o quis referir por que achei que ias ficar magoada e por que não o conseguia naquele momento resolver.

Ela ficou assustada. Contudo continuei.

- Sei também que muitas vezes pensaste como é que um homem moralista e antiquado como eu, não queria dar esse passo. E provavelmente até
tiraste elações errada dessa escolha, pensaste que tinha vergonha ou que se passava algum problema que me fazia recuar. Pois meu amor a questão não era essa. Eu quero dar este passo contigo por que sei que ninguém nunca me amou como tu me amas e que nunca ninguém amou alguém como eu te amo a ti. O único problema era que a nossa família não estava completamente reunida para ver os seus pais dar este grande passo.

Agora ela já estava a chorar continuei a sorrir, ajoelhei-me no mais velho e simbólico sinal de respeito e honra e formulei a pergunta que há séculos queria fazer.

- Isabella Marie Swan tu és a mulher mais importante da minha longa existência. Tu fazes-me estar vivo, respirar e sentir como mais ninguém consegue. Eu amo-te com todo o meu ser e até mais. E quero estar contigo para sempre e com toda a acessão da palavra. Com a bênção dos nossos filhos, minha amada dás-me a honra de ser minha Esposa?

A sua reacção não podia ser melhor ela abraçou-me, beijou-me e respirando no meu cabelo respondeu:

- Sim mil vezes sim! Pensei que nunca ias perguntar seu palerma!

publicado por Twihistorias às 23:20

3 comentários:
Quero mais!!!!
ana pereira a 11 de Março de 2012 às 07:39

Oh! Adorei! Eles são tão fofos!! Quero o próximo capítulo!

Beijinhos,

Angelina
twilightforever-fic a 11 de Março de 2012 às 21:38

Adorei o capítulo!


Bjs: Jaqueline
twilightforever-fic a 14 de Março de 2012 às 22:04

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
16

19
22

26
28


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

31 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O nosso facebook
facebook.com/twihistorias
blogs SAPO