21
Jun 10

Posso considerar-me parte deste mundo desde há um ano. Posso dizer que para mim, o Edward, a Bella, o Jacob, a Alice, o Jasper, a Rosalie, o Emmett, a Esme, o Carlisle, o Sam, o Quil, o Embry, o Jared, o Paul, a Emily, o Seth, a Leah, o Billy, o Charlie, a Renee, o Phil, a Jessica, a Angela, o Mike, o Eric, a Sue, o Aro, o Marcus, o Caius, a Jane, o Alec, o Félix, o Demetri, a Heidi, a Sulpicia, a Athenodora, a Didyme, a Chelsea, o Afton, o Corin, a Renata, o Santiago, a Kachiri, a Senna, a Zafrina, o Eleazar, a Carmen, a Irina, o Laurent, a Kate, a Sasha, a Tanya, o Amun, a Kebi, o Benjamin, a Tia, a Maggie, a Siobhan, o Liam, o Stefan, o Vladimir, o Garrett, o James, a Victoria, a Mary, o Peter, a Charlotte, o Randall, o Alistair, o Charles, a Makenna, e a nossa nova pequena aquisição Renesmee Carlie Cullen, são quem mora no meu mundo. 

Sejam Bem-Vindos, ao mundo onde a minha fantasia é real. O mundo onde me escondo sempre quando preciso de fugir a realidade. O mundo onde eu pertenço. Sejam Bem-Vindos a:

My Perfect Twilight World.

Isto situa-se na minha cabeça e imaginação, mais precisamente em Forks, Washington, EUA. Eu moro numa casa, dentro de uma floresta. Sou imortal. Passo a apresentar a minha família: Bella e Edward são meus pais, a Renesmee é a minha irmã gémea. Alice e Rosalie, são minhas tias, e são quem se preocupa mais com o que eu visto como me arranjo ou com quem me dou. Jasper e Emmett são os meus tios. Carlisle, Esme, Charlie, e Renee são os meus avós. Passo mais tempo com Carlisle, Esme e o Charlie, porque a Renee vive em Jacksonville com o Phil. O meu melhor amigo e com quem me dou melhor é o Jacob, ele é lobo, e tem uma impressão pela Nessie. A Nessie é linda. Quem costumava mandar aqui, no meu mundo, era o Vladimir e o Stefan porque são os mais velhos da espécie do meu pai e da minha mãe. Mas mais tarde apareceu o Aro, o Caius e o Marcus, e ficaram eles a governar. O Aro é simpático e os outros membros do clã deles, os Volturi, também, mas eles muitas vezes parecem distantes do nosso mundo. A guarda Volturi é também um pouco estranha, não falam muito, e os irmãos gémeos, acho que são os mais assustadores, mas comigo sempre foram simpáticos. O Alec, é lindo, as vezes passeamos juntos e conversamos. Jane é querida, e ajuda-me a desenvolver os poderes. A minha mãe não gosta que eu fale com eles ou sequer olhe para eles. Ela tem medo, acho que é o sentimento certo, deles. Tem medo que hajam comigo da mesma forma que agiram com o meu pai. Bem, estou para aqui a tagarelar sobre quem vive no meu mundo mas ainda não falei de mim, talvez seja mesmo a personagem principal, por isso devo falar de mim certo? O meu nome é Silver. O Jacob chama-me “Gold” porque diz que o ouro vale mais que a prata e eu sou uma amiga valiosa. Os meus poderes não são grande coisa comparado com os da Nessie, eu consigo ver o futuro independentemente de os lobisomens ou humanos estarem envolvidos na visão, ao contrário da Alice.

As vezes gostava de ser como a mãe, não gosto muito que o pai me leia a mente. É desconfortável, e sinto que não tenho lá muita privacidade.

Eu e a Nessie temos quinze anos, apesar disso aparentamos ter alguns anos a mais, por isso deveríamos, andar no décimo, mas este ano acabamos a escola. Nós não vamos à escola frequentemente. Andamos em Forks Elementary School, onde o pai e a mãe andaram. Eu, se para o ano puder, vou formar-me em Letras. Gosto muito de ler, de escrever e falar sobre outros povos e culturas e acho isso muito interessante por isso gostava de me formar nessa área. A minha mãe já leu muitas histórias minhas e diz que sou fantástica mas ela é suspeita. O meu pai está sempre a dizer-me que a historia não deve ser como eu estou a pensar (como disse, odeio que ele me leia a mente).

A tia Rose é a minha melhor amiga, mas com que eu mais gosto de estar é a tia Al. Ela é super fixe e deixa-me fazer tudo o que quero. No fim-de-semana, passamos os dias no shopping, a comprar todo o género de coisas para mim e para a nessie.

A tia Rose também é divertida. Ela leva-me a passear e preocupasse muito comigo. A minha mãe as vezes diz que pareço mais filha da Rose do que dela. A Rosalie é linda, os seus cabelos dourados, a caírem-lhe nos ombros, e o seu olhar doce e meigo são do mais lindo que vi. Ela é amorosa, trata-me como se fosse filha dela. E não reclamo, ate gosto. Eu e a Nessie somos as únicas que dormimos lá em casa. A tia Rose costuma deitar-me na minha cama e depois chama o tio Emmett. Ela deita-se de um lado da cama e o Emmett do outro. Quando eu me deito debaixo dos lençóis, ela começa a contar-me uma história em conjunto com o Emmett. Ele diz as piadas e a ela as coisas bonitas que eu gosto tanto de ouvir. Antes de adormecer tenho mesmo a certeza de que vivo rodeada de pessoas que me adoram. Quando eu começo a fechar os olhos, a tia Rose penteia o meu cabelo com as suas delicadas pontas dos dedos e o Emmett beija-me a testa. O tio Emmett as vezes sai para brincar a qualquer coisa com o Jasper. Mas a Rose não. Ela fica a noite toda a ver-me dormir, e quando acordo ela sorri e afaga-me a cara. A mãe e o pai passam a noite a conversar e a tentar fazer coisas que a Zafrina ensinou à mãe da última vez que cá esteve. A tia Al desenha e conversa com a Esme e o Carlisle. A Nessie dorme num quarto ao lado do dos meus pais, as vezes eles vão dormir com ela para a cama dela. Não é bem dormir, nós dormimos, eles observam-nos. Quando eu dormia com o pai e a mãe, o pai divertia-se a contar os meus sonhos à mãe por isso eu decidi arranjar uma cama para mim.

Nas férias nos costumamos ir à casa que a Esme e o Carlisle ofereceram à mãe e ao pai depois de se casarem. Os pais vão para lá quando querem estar sozinhos, e nos ficamos com o resto da família.

Quando a família vai caçar o Jacob fica comigo e com a Nessie. São os dois dias mais divertidos de todos os meses. O Jacob leva-nos a passear e brinca connosco todo o dia. Nós bebemos sangue como os outros membros da família mas também comemos comida normal por isso, o Jacob encomenda pizzas ao almoço e ao jantar, e depois vamos à casa da Emily comer gelados. A Emily está grávida de um rapazinho. Por causa disso o Sam agora não nos deixa ir lá comer gelado, mas podemos ir visita-la sempre que nos apetecer. Eu até compreendo o Sam, ele não quer que ela faça esforços, mas ela só nos fazia gelado. Não sei como é que o Jacob vai fazer para a semana mas espero que arranje alguma coisa melhor que o gelado da Emily, o que será difícil.

O Jacob as vezes leva a Nessie para os encontros à fogueira que os lobos têm. O Jacob ama a Nessie, os dois namoram, o que penso ser completamente normal, mesmo a diferença considerável de idades.

Amanhã combinei encontrar-me com Alec na clareira, espero que a tia Rose, ou a tia Al não arranjem qualquer compromisso que me faça cancelar este encontro. Estou entusiasmada.

-Bebé que estas a fazer? – Perguntou-me a tia Rose subindo as escadas do sótão rapidamente.

-Estava a escrever, sobre aqui. O nosso mundo.

-Posso ver? Ler um pouco?

-Quando eu acabar, esta um pouco mau, tia Rose.

-Então aposto que nem esta assim tao mau, Silver.

-Amanha então pode ser? Deixa-me só tratar de uns pormenores.

-Esta bem, princesa. Está na hora de ir para a cama, vamos meu amor?

-Sim. Vamos.

Como de costume a tia Rose deitou-me e chamou o tio Emmett. Enquanto os dois me contavam a história de como se conheceram, e como ele se transformou, a mãe e o pai entraram muito rapidamente no meu quarto. Nessie conseguiu ser mais rápida e tocar-me para ver o que me esperava. Didyme tinha morrido, e Marcus estava agora inconsolável. Pensasse que foi Stefan ou Vladimir, mas os Volturi não podem fazer nada contra eles visto que são os mais antigos. Ela morreu como o James, a Victoria e o Laurent. Os três andavam a tentar matar a minha mãe e foram mortos pelos Cullen e pelos lobos. Nessie não se mostrava preocupada com o assunto, mas talvez devesse estar, ou não? Será que Alec iria cancelar o nosso encontro amanha?

-Oh minha menina nem penses que numa altura destas vais sair com o Alec Volturi. – Odeio que me leia a mente, este seu poder é odiável. Eu ia na mesma.

-Pai, não vás por ai, só por causa da Didyme ter morrido não quer dizer que eu tenha que cancelar o meu encontro. Os irmãos romenos esquisitos não são amigos do Carlisle? Então? Eles não me vão fazer mal.

-Sim, Edward, ela já é crescida. Não lhe vai acontecer nada. – A mãe já por si era espectacular. Eu era como ela quando era humana, sensata e antes de fazer alguma coisa pensava mil vezes se a devia mesmo fazer.

-Mas, Bella, ela ainda é pequena, não podemos correr riscos destes com ela. Tu sabes o quanto ela significa para mim. Já a Nessie anda com o cão e eu não me queixei, mesmo achando uma má influencia. – Nessie torceu o nariz quando a tia Rose se pronunciou sobre o assunto. – A Silver não pode sair com um Volturi. Tu sabes como eles são perigosos.

-Rose, relaxa, se lhe acontecer alguma coisa nós vamos lá e damos cabo daqueles Volturi. Só temos que confiar nela.

-Isso mesmo, tio Emmett. Dá cá mais cinco. – E estiquei a mão para ele me bater. Só tocou com um dedo cinco vezes e a sua grande explicação: “és a filhinha da Rose não te posso partir nada”

-Está mais que discutido o assunto. Eu amanhã vou. E porto-me bem, e juro que não vou comer nenhum humano com ele, esta bem? Vai correr bem, gente.

-Se ele te faz alguma coisa…

-Calma, pai, vai correr tudo bem. Adoro-te – Abracei Edward, sabia que o acalmaria um pouco. A seguir ele sorriu, e beijou-me a testa suavemente.

Nessie deu-me um beijo na testa e levou os meus pais para o quarto de novo. O tio Emmett e a tia Rose ficaram na mesma comigo, e continuaram a contar-me as suas histórias.

publicado por Twihistorias às 18:18

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

23



mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

32 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O nosso facebook
facebook.com/twihistorias
blogs SAPO