19
Nov 12

 

 

Olá Twilighters....

É com grande pena que vmos anunciar o cancelamento de duas fanfics aqui no nosso cantinho!!

 

Já há mais de um mês que não sai nada acerca destas duas fanfics, e as autoras foram notificadas da falta dos mesmos capitulos.

Por falta de tempo e da parte da Angelina, esta decidiu colocar um travão na mesma. Prometendo, um dia retomar à mesma e terminar um dia. Quem sabe, voltará a pedir para continuar a postar. No entanto agora não será possivel.

 

Quanto à Jaqueline, apesar do email enviado para ela, não obtivemos resposta da mesma. Por isso, acreditamos que ela tenha desistido da fanfic.

 

Pedimos desculpa pelo incomodo ;)

 

Twikisses**

publicado por Twihistorias às 21:26

09
Out 12
"Olá!
Desculpem por esta enorme pausa e prometo que não volta a acontecer. Como este e o próximo capítulo vão ser super especiais gostava que me dessem a vossa opinião sobre este capítulo e a fanfic e ideias que gostariam de ver nesta fanfic. Sei que muitos de vocês lêem mas não comentam, mas gostava muito que comentassem pelo menos neste capitulo para ter uma noção do que estão a achar da fanfic.
Um grande beijinho e boa leitura,
Angelina"

Capítulo 8 – Parte I

Tinha chegado o dia em que fazíamos 1 de casados, lembro-me desse dia como se tivesse sido ontem, apesar de as imagens que passavam na minha mente estarem cobertas por uma névoa. A partir desse dia passei a viver com o homem que amei, que amo e que sempre amarei e que me deu o melhor presente que qualquer mulher poderia ter, uma filha.

Tínhamos ficado a ver o nascer do Sol juntos, como um só e tentando com que cada parte do meu corpo tocasse nele. Ontem à noite, depois de deitarmos a Renesmee, decidimos fazer como a nossa primeira noite, mas invés de irmos para o nosso quarto ficamos na areia quente da ilha Esme, o nosso ninho de amor.

- Parabéns! – disse Edward beijando-me.

- Parabéns!

Permanecemos alguns minutos em silêncio, até que decidi quebrar o silêncio.

- É interessante o que aconteceu durante este 1º ano de casamento. Já tínhamos “desenhado” o nosso futuro a partir daquele dia e no final de contas aconteceu tudo de maneira diferente e que nunca imaginaríamos ser possível – disse a contemplar o mar.

- Eu prefiro a maneira como as coisas aconteceram e não como pensámos ser o nosso futuro.

- A sério? – disse virando-me para ele.

Ao início Edward tinha um semblante ofendido mas depois foi suavizando-se.

- Claro! Aliás eu já devia saber que não pudemos “desenhar” o nosso futuro. E prefiro como tudo aconteceu porque tivemos a Renesmee e tenho-te a ti.

- Não preferias que eu tivesse sido logo transformada ou ter ido para a faculdade?

- Acho que olhando para trás, prefiro como as coisas aconteceram, apesar que gostaria que tivesses ido para a faculdade, mas tivemos uma filha e é o melhor presente que alguma vez me poderias ter dado e ter uma filha era uma das coisas que eu mais queria e que nunca pensei ser possível.- enquanto ele falava os seus olhos brilhavam como estrelas.

- Amo-te – disse-lhe.

Comecei a beijá-lo pela face e só depois nos lábios. Quando o beijo começou a intensificar-se ele afastou-se.

- O que se passa? A Renesmee ainda não acordou.- disse estranhando a sua reação.

- Mas temos de ir acordá-la.

- Porquê? Deixa-a dormir. Afinal de contas ela está de férias e assim podemos ficar aqui mais um bocadinho.

- Não. Temos de nos vestir.

Levantou-se e dirigiu-se para o nosso quarto.

Não percebi a atitude dele, a maioria das vezes era ele que pedia sempre para termos mais um tempinho sozinhos quando eu insistia que devíamos acordar a Renesmee e hoje que era o nosso dia ele não quis.

Segui-o, fui vestir-me com um cai-cai azul e uns mini-shorts azuis. Ele fez o mesmo e vestiu uma T-shirt azul bebé e uns calções brancos.

- Vamos acordar a Renesmee?- disse agarrando-me pela cintura.

- Sim- respondi

- Renesmee, acorda – disse calmamente e depois dirigi-me para Edward – Era preciso acordá-la? Ela está a dormir tão bem.

Edward aproximou-se do berço de Renesmee e ignorando a minha pergunta voltou a chamar Renesmee.

- Bom dia- disse a Renesmee quando ela abriu os olhinhos.

- Bom dia! – respondeu e depois saltou para os braços do pai.

Dirigimo-nos para a cozinha e preparei-lhe a taça de cereais. Renesmee enquanto comia olhou para o pai e este assentiu muito discretamente.

- Posso fazer parte da vossa catequese?- perguntei curiosa.

- Não é nada, mamã! – respondeu Renesmee com um enorme sorriso.

Edward saiu da cozinha e ouvi mexer nas malas e passados alguns minutos de Renesmee ter acabado, ele voltou.

- Mamã, anda vestir-me! – disse entusiasmada.

Estava-se a passar alguma coisa, Edward estava esquisito desde a praia e Renesmee também estava a agir de forma estranha. Vesti-a com o vestido que estava em cima da cama do quarto dela, era um vestido branco de alças com flores cor-de-rosa. Depois de vesti-la, agarrou-me a mão e levou-me para o meu quarto.

- Veste aquele vestido. E depois vem ter connosco à praia.

Depois de Renesmee ter saído, olhei para a cama e tinha lá um vestido cai-cai, comprido e branco de chiffon e com uma faixa abaixo do peito que tinha pedrinhas que pareciam diamantes, era lindo! Vesti-me e dirigi-me para a praia.

publicado por Twihistorias às 21:53

03
Mai 12

 

 

Capítulo 7

A semana foi passando, mostrámos a ilha à Renesmee, todas as noites eu e o Edward tínhamos o nosso momento.

Nadámos no mar, subimos às árvores, a Renesmee viu peixes e tartarugas marinhas. Estávamos a adorar, principalmente a Renesmee.

Estava a arrumar os brinquedos da Renesmee quando o telemóvel do Edward começou a tocar.

-Olá, Alice!

-Olá, Bella! Como é que estão a correr as coisas por ai?

-Está a correr tudo lindamente!-Pelo canto do olho vi o Edward a aproximar-se com a Renesmee - E como é que vocês estão? Há novidades?

Ao proferir a última frase o Edward ficou tenso.

-Está tudo na mesma! Só estamos cheios de saudades vossas, principalmente o Jacob!

-Oh! Ele não se pode queixar porque fala quase todos os dias com a Renesmee!

-Mamã, eu quero falar com o Jake, com as tias e a avó! Já falaste muito!- disse irrequieta.

-Alice, vou-te passar a Renesmee. Beijinhos para todos!

-Beijinhos.

-Olá, tia!- disse Renesmee muito entusiasmada- sabes que nadei com peixes e …

Então a Renesmee se dirigiu para o quarto, seguia com os olhos, ela estava muito entusiasmada a falar com a tia.

Edward agarrou a minha mão, dirigiu-nos para o sofá e eu sentei-me no seu colo.

-Estás a gostar?- perguntou-me

-Claro! Estou a adorar. A Renesmee está super feliz e tu também, por isso, eu também estou feliz - dei-lhe um leve beijo - Posso fazer-te uma pergunta?

- Sim.

- Estás-me a esconder alguma coisa?

-Que conversa é essa Bella?

-Responde! Sim ou não?

-Não! Porque haveria de estar a esconder-te alguma coisa?

-Por nada, mas não te esqueças da promessa que me fizeste.

Ele não respondeu e começou a brincar com os meus dedos mas reparei que ele ficou pensativo.

-Mamã, já falei com toda a gente! A tia disse que nos comprou muitas coisas.- Revirei os olhos.

Ela e o Edward foram brincar para a praia. Como eu gostava de os ver juntos a ter brincadeiras como qualquer pai e filha.

Passadas algumas horas chamei-os e Edward pôs a nossa filha às cavalitas e veio ter comigo a correr em velocidade de vampiro, a Renesmee adorava.

-O que é que a senhora precisa?- disse Edward sorrindo.

-A menina Renesmee precisa de tomar banho.- disse entrando na brincadeira dele.

-Agora? Eu estava a brincar com o papá!- disse triste .

-Depois de jantar ainda podes brincar.

-Mas eu queria agora depois não me apetece - disse agarrando-se mais ao pescoço do pai.- Mais um bocadinho, mamã! Eu prometo que depois vou tomar banho.

-Renesmee, faz o que a tua mãe te está a pedir!

-Mas, papá…- começou a protestar.

-Não há mas nem meio mas. Quando a tua mãe te diz para fazeres uma coisa, tu tens de obedecer.- disse tirando-a das suas cavalitas.- Estamos entendidos?

-Sim.- disse triste.

O pai deu-lhe um beijo no nariz e ela dirigiu-se para a casa de banho.

-Vou fazendo o jantar - disse dando-me um beijo.

No início do banho a Renesmee estava triste e não falava, o que era muito estranho.

-O que foi filha? - perguntei preocupada.

-Queria pedir-te desculpa, porque eu tenho de fazer sempre o que tu me pedes. Desculpa, mamã!- disse com as lágrimas nos olhos e abraçou-me.

-Não fiques assim, meu amor, eu e o pai nunca te queremos ver triste- Limpei-lhe as lágrimas e dei-lhe um beijo.

Vestia e dirigimo-nos para a cozinha.

A Renesmee ao chegar à cozinha, sorrindo, colocou a mão na minha cintura e mostrou-me como adorava a comida do pai. A imagem fez-me lembrar quando era humana e adorava a comida do Edward.

Sentámo-nos na mesa e o Edward pôs o prato à frente da Renesmee. Ela estava triste, mal olhava para nós, enquanto comia, costumava estar sempre a falar, hoje está muito calada. Eu e o Edward estávamos a falar sobre os planos para o dia seguinte e ela costumava sempre opinar mas hoje não abriu a boca o jantar todo.

-O que se passa, filha? - perguntou Edward, reparando no mesmo que eu.

-Papá, estás chateado comigo? - perguntou sem tirar os olhos do prato - Eu sei qua à bocado portei-me mal com a mamã.

-Não estou chateado contigo, Renesmee. Tens razão portaste-te mal com a mãe, mas eu sei que já lhe pediste desculpas e ao fazeres isso reconheceste que erraste, o que é muito importante.

-Então não estás chateado comigo? - perguntou formando-se um sorriso nos seus lábio.

-Claro que não! - disse Edward retribuindo-lhe o sorriso.

Ela foi abraçá-lo.

-Amo-te, minha pequenina - disse dando-lhe um beijo. - Aliás, amo-vos muito às duas.

-Também vos amo muito.- disse juntando-me a eles.

Passámos o resto do serão na brincadeira.

Podíamos ser uma família diferente, mas temos momentos como qualquer família normal e são estes momentos que me fazem olhar para trás e pensar que não me arrependo de ter lutado contra todos para ter ao pé de mim a minha filha e de sempre ter querido ser vampira.

 

publicado por Twihistorias às 22:56

23
Abr 12

 

 

Capítulo 6

A Renesmee tinha acordado muito entusiasmada, não parava quieta por um segundo.

- Renesmee, tem calma! – disse-lhe.

- Mamã, não consigo! É a primeira vez que vou de férias. – disse cantarolando com a sua voz de soprano.

Arrumei algumas coisas que faltavam e fomos para a casa grande para despedirmo-nos da nossa família.

- Vou ter muitas saudades, Jake! – disse a Renesmee ao Jacob e deu-lhe um beijo.

Despedi-me de todos e por fim fui-me despedir do Jacob.

-Vou ter muitas saudades tuas, Bells . – disse abraçando-me.

- Eu também! E prometo que vou ligar todos os dias para falares com a Renesmee.

A Renesmee deu um último beijo ao Jacob e entrámos no carro para nos dirigirmos ao aeroporto.

(…)

Quando chegámos ao Brasil tivemos que apanhar um táxi e fomos para o barco. Deitei Renesmee no banco, pois ela tinha adormecido no avião.

- Queres que eu te ensine? – perguntou Edward.

- A sério? – perguntei entusiasmada.

- Claro! Acho que não irás contra um icebergue, mas nunca se sabe com a sorte que tu tens! – disse divertido.

- Que engraçadinho está o menino Edward! – disse levantando-me do banco para lhe dar um beijo.

- Mas queres aprender ou não?

- Claro! – sentei-me no colo dele e comecei a conduzir o barco e às vezes Edward dava-me instruções.

Quando chegámos à ilha Esme, enquanto Edward foi levar as malas para o nosso quarto, eu fui deitar a Renesmee e fui para o nosso quarto.

- Sabias que és um ótimo professor? Para dizer a verdade, o melhor que eu já tive! – disse e agarrou-me pela cintura.

-Claro!

- Convencido! – disse dando-lhe um beijo rápido.

- Mas tu gostas!

Começámo-nos a beijar intensamente até que ele se afasta.

- Então? – perguntei surpreendida com a sua reação.

- E se tal fosses vestir aquele conjunto de lingerie que a Alice te comprou? – disse com o meu sorriso preferido.

- Não! Aquilo é muito escandaloso!

- Vá lá! Eu fui teu professor agora tens de me compensar! – disse com o seu sorriso enviesado.

- Está bem. – disse sem conseguir dizer-lhe que não.

Fui buscar o conjunto à mala, dirigi-me à casa de banho e vesti-me . Ao sai nem me atrevi a olhar para o espelho. Ao chegar ao quarto dei uma volta sobre mim mesma, quando olhei para Edward, ele tinha os olhos arregalados, podia-se dizer que lhe iam sair das órbitas.

- Estou assim tão má? – perguntei com medo da sua resposta.

Ele levantou-se e agarrou-me pela cintura.

- Estás… maravilhosa! Tu já és linda vestida mas quase despida e com esse conjunto ficas ainda mais linda!

- Sim, pois! Eu sou linda. – disse sarcasticamente.

- Não sejas tonta! Para mim és a pessoa mais linda do mundo, quer por fora, quer por dentro. – eu neguei com a cabeça – Não acreditas em mim?

- Eu acredito em tudo o que me dizes, menos nisso!

- Como não vamos chegar a um acordo, e se tal nos calássemos e fizéssemos outra coisa.

Beijei-o como se não houvesse amanhã, afinal estávamos na nossa segunda lua-de-mel, tínhamos de aproveitar.

publicado por Twihistorias às 21:16

06
Abr 12

Capítulo 5

Tinha acabado de amanhecer, eu e o Edward estávamos bem agarradinhos na nossa cama. Daqui a uma semana celebraríamos o nosso 1º aniversário de casamento.

- Daqui a uma semana celebramos 1 ano de casados. – relembrei-lhe.

- Achas que eu me ia esquecer do dia em que casei com a pessoa mais maravilhosa deste mundo? – disse afagando-me a cabeça – Ainda queres ir à Ilha Esme?

- Claro! Desde que esteja contigo nesse dia. Quando queres ir?

- Eu gostava que fôssemos amanhã!

- Por mim tudo bem.

Levantámo-nos, tomámos banho juntos e fomos acordar a Renesmee para lhe contarmos a novidade, ela ficou muito contente e quis logo contar a novidade à nossa família. Quando contámos os nossos planos, a Alice ficou muito entusiasmada e arrastou-me para ir com ela às compras.

Estávamos à mais de uma hora no centro comercial, com as mãos cheias de sacos e a Alice começou a dirigir-se para uma loja Victoria’s Secret.

- Alice, o que vais fazer ai?

- O que achas que vou fazer, Bella? Vou comprar lingeries para ti. Afinal, vais festejar o teu 1º aniversário de casamento.

- Não, eu não quero. Eu estou bem com as que tenho e se acontecer como da outra vez, vais exagerar.

- Oh, anda lá. - disse arrastando-me para dentro da loja.

A Alice enquanto escolhia ía-me perguntando o que achava, o que me aliviou. Depois de sairmos da loja, fomos para casa. Mal acabámos de estacionar o carro, a Renesmee veio ter comigo e deu-me um beijo.

- Bem-vinda, mamã!

- Obrigada, querida!

O Edward veio ter comigo agarrou-me pela cintura e deu-me um beijo que me fez esquecer o mundo, até que comecei a ouvir gargalhadas e percebi que estávamos a envolvermo-nos demais. Edward afastou-se de mim e eu escondi a minha cara no seu peito.

- Nem sei como é que a Nessie consegue dormir! Vejam lá se não destroem a casa da Esme.

- E se tal te calasses, Emmett. Não achas que é o melhor que fazes?- disse Edward afagando-me os cabelos.

- Eu só estou preocupado com a Esme, não a quero ver triste.

- Nós vamos para nossa casa. – disse Edward ignorando o irmão.

Despedimo-nos de todos e fomos para casa. Ao chegarmos a casa, a Renesmee quis ver um filme, por isso o Edward com ela na sala e eu fui fazer as malas.

(…)

- A Renesmee já adormeceu. – disse o Edward entrando no quarto e sentou-se na cama – Ela estava muito ansiosa.

- É normal! É a primeira vez que vai de férias! 

- É verdade! E as nossas últimas férias foram lá!

Ao arrumar na mala as compras que tinha feito com a Alice vejo uma lingerie muito ousada, era azul e toda rendada.

- Alice… - rosnei.

- O que foi? – perguntou Edward.

Aquela Alice! Como é que eu não reparei que ela me tinha comprado aquilo?

- Estou a ver que vai ser como uma segunda lua-de-mel! – disse Edward com o seu sorriso atrevido.

- Edward! Eu nunca vou vestir isto! – disse levantando a lingerie.

- Vai ficar-te maravilhosamente bem!

- Não vou vestir isto!

- Anda lá! E afinal de contas quando foi a nossa lua-de-mel também vestiste uma parecida.

- Parecida?! Esta é toda transparente!

- Anda lá! Por mim? – disse fazendo beicinho.

- Está bem. Eu levo mas não prometo que a vista.

- Ok! Mas hoje podias experimentar algumas para eu ver. – disse levantando-se.

- Nem penses! Vais ter que esperar!

- Anda lá! Eu não vou conseguir aguentar!

- Já disse que não! – dei-lhe um beijo rápido, fui acabar de fazer a mala e ele, amuado, foi ler um livro.

Quando acabei fui sentar-me ao lado dele e ele continuou a ler o livro como se eu não estivesse ali!

- A sério, Edward?

- O que foi? – perguntou sem tirar os olhos do livro.

- Sabes, com essa atitude pareces um miúdo mimado que lhe tiraram o brinquedo.

Não me respondeu.

Não vais ficar chateado comigo por causa disto, pois não? – disse tirando-lhe o livro das mãos. – Ainda por cima amanhã vamos viajar para a nossa suposta segunda lua de mel!

Comecei a beijar-lhe o braço subindo até chegar aos seus lábios.

publicado por Twihistorias às 23:01

25
Mar 12

 

Capítulo 4

A maior parte da família estava no jardim, eu e a Alice estávamos sentadas no chão a observar o Emmett e o Jasper a brincarem com a Renesmee. A Esme e a Rosalie estavam ler revistas e de vez em quando trocavam impressões, o Edward e o Carlisle estavam lá em cima no escritório do Carlisle. Eu estava a tentar ouvir a conversa mas eles falavam demasiado baixo, por isso ao fim de algum tempo desisti e fiquei a observar a minha filha a brincar com os tios. Depois do dia em que o Edward saiu o dia todo nunca mais tocámos no assunto, mas eu sabia que ele me escondia alguma coisa podia estar a proteger-me mas eu tinha o direito de saber o que é que ele me estava a esconder.

- Estás muito calada, Bella.- disse Alice percebendo que eu estava distante.- O que se passa?

- Eu sou a única pessoa nesta casa que não sabe o que o Edward anda a fazer. É humilhante, parece que eu sou a má da fita.- disse desiludida.- Não me podes contar?

- Não, quem tem de te contar é ele. Porque não falas com ele?

- Porque quase de certeza que ele não me vai contar.

- Tenta…- disse abraçando-me.

- Obrigada, Alice.

- Mamã, porque é que estás triste?- disse Renesmee, saltando para os meus braços.

- Eu não estou triste.- disse beijando-lhe a testa.

- Eu e o papá gostamos muito de ti.- disse abraçando-me.

- Eu sei, meu amor, eu também gosto muito de vocês.

Saltou dos meus braços, foi dar um beijo à Alice e depois foi ter com os tios para começarem na brincadeira outra vez.

Estou farta de ser posta de parte, todos sabem o que ele anda a fazer e eu que sou a mulher dele nunca sei nada. É humilhante. Se calhar vou seguir o conselho da Alice e falar com ele, porque já não suporto esta situação.

Depois da conversa que tive com a Alice decidi ir para a casa de campo sozinha, deixando a Renesmee com os tios e o Edward distraído com o Carlisle no escritório nem deve notar a minha ausência.

Não percebo porque é que ele faz sempre isto, está sempre a tentar proteger-me como se eu fosse a frágil e humana Bella de antigamente.

Quando cheguei a casa fui buscar um álbum de fotografias da altura em que conheci o Edward, as lembranças na minha mente podiam estar cobertas por uma espécie de nevoeiro mas jamais irei esquecer-me de todos os momentos em que estive com ele. Ao ver as fotos faziam-me recordar todos aqueles momentos em que dizíamos um ao outro “Amo-te” ou “ Vamos ficar juntos para sempre”. Estava a ver o álbum de fotos do nosso casamento e a pensar em como aquele dia foi tão especial, tão maravilhoso e festejado com as pessoas que eu e o Edward amamos.

- O dia mais feliz da minha existência.- sussurrou Edward, sobressaltando-me.

Estava tão distraída com os meus pensamentos que não reparei que ele tinha entrado. Sentou-se ao meu lado e eu fechei o álbum.

- Precisamos de falar.- disse séria.

- Eu sei.- disse com um olhar preocupado.

- Preciso de saber o que me andas a esconder. Já estou farta disto!- disse levantando-me.- Porque é que nunca sei de nada? É humilhante saber que todos sabem o que andas a esconder-me menos eu, que sou tua mulher. Para de me tratar como se ainda fosse a frágil e humana Bella.

- Ok, eu vou contar-te. Os Denali querem fazer uma viagem pela Europa e África para descobrirem mais sobre a nossa espécie, então eles pediram a minha ajuda e a do Carlisle porque querem conhecer vampiros dessas zonas e nós sabemos onde encontrá-los. Foi por isso que me ausentei naquele dia, porque fui ao Alasca falar com eles pessoalmente. Eu não te contei antes porque eu sei que tu não gostas muito da Tanya, sabia que não ias gostar da ideia de eu ir sozinho ao Alasca, quererias ir comigo e teríamos de deixar a Nessie.

- Mas devias me ter contado, podíamos conversar e chegar a um acordo.

- Desculpa, eu não tive intenção de te fazer infeliz.- disse beijando-me.- Estou desculpado?

- Claro! Mas promete-me que nunca mais me escondes alguma coisa.

- Prometo.- disse abraçando-me.

publicado por Twihistorias às 23:10

14
Mar 12

O sol já tinha nascido e a Renesmee devia estar a acordar. Eu e o Edward estávamos na nossa cama bem agarrados.

- Sabes que ficas ainda mais linda quando estás com ciúmes.- disse beijando-me o nariz.

- Estás a falar do quê?- disse fingindo não preceber.

- De ontem.

- Eu não estava com ciúmes apenas queria saber porque é que a Tanya te ligou, mas também não me esclareceste.

- Eu disse-te.

- Eu sei que me estás a esconder alguma coisa!

- Eu já disse que não estou a esconder nada.

- Ok.- disse mas continuava sem acreditar.- Hoje queres ir dar uma volta a Seattle?

Eu depois tinha que arranjar uma maneira de ele deixar a Renesmee ir à festa de anos da Claire.

- Eu adorava ir, mas hoje vou ter de sair o dia inteiro e se calhar vou chegar tarde.

- E só agora é que me avisas? E vais para onde?

- Não te posso dizer, são assuntos da Alice.

- Ou da Tanya.

- Não tem nada a ver com a Tanya, Bella.

- Mamã!- ouvimos Renesmee no quarto dela.

Vestimo-nos num instante e eu fui buscá-la ao quarto dela.

- Bom dia, mamã!- disse ela dando-me um beijo.

- Bom dia!- dissemos eu e Edward, aparecendo no quarto, ao mesmo tempo.

- Bom dia, papá!- disse ela saindo dos meus braços para ir para os do pai e de seguida deu-lhe um beijo.

- Dormiste bem?- perguntou Edward

- Sim!

Depois vestia e fomos para a sala, pouco tempo depois o Edward despediu-se de nós dando-nos um beijo a cada uma, sussurrando ao meu ouvido “ Amo-te” . Esperei alguns minutos certificando-me que ele estava demasiado longe para não ouvir eu a ligar ao Jake.

- Estou?- perguntou Jake com a sua voz rouca.

- Sou eu Jake. Era para te dizer que eu daqui a um bocado vou levar a Renesmee à casa da Emily, para o aniversário da Claire.

- Ah… O Edward deixou?

- Ele não sabe e também vai estar o dia todo fora.

- Mas não vai haver problemas contigo se ele descobrir?- perguntou preocupado.

- Eu trato dele se ele descobrir, não te preocupes!

- Ok, tu é que sabes. Até já!

- Até já!- disse desligando o telemóvel.

Levei a Renesmee para a festa, quando cheguei a casa da Emily a Claire perguntou se a Renesmee podia passar lá a noite e eu disse que sim, porque não? Já sabia que quando o Edward descobrir vai ficar chateado mas ele também não me disse o que ia fazer durante o dia todo.

À tarde fui com a Alice às compras porque não tinha mais nada para fazer, aproveitei e comprei algumas roupas para mim e para o Edward e livros para a Renesmee. Quando cheguei à casa grande o Edward ainda não tinha chegado, por isso esperei por ele até às dez da noite e enquanto lá estive parecia que todos sabiam onde é que o Edward estava, menos eu. Farta de esperar fui para a casa do campo, sentei-me no sofá e comecei a ler um livro. Passavam das três da manhã quando o Edward chegou a casa.

- Boa noite, meu amor!- disse abrindo a porta e veio logo ter comigo para me beijar mas eu desviei-me.

- Já viste que horas são?- perguntei irritada.

- Já. Desculpa, atrasei-me.

- Achas que isso se faz? Não avisas que vais chegar tarde! Achas que sou um boneco que podes andar a brincar?

- Não, claro que não és nenhum boneco. Não te avisei porque quando me lembrei de te ligar estava ocupado e depois só me queria despachar para vir ter contigo. Tive muitas saudades!- disse beijando-me.

- Não voltes a fazer isso!- disse voltando a sentar-me no sofá e continuei a ler.

- Ok.- disse sentando-se ao pé de mim- Onde está a Renesmee? Ficou a dormir na casa grande?

- Não. A Renesmee está a dormir na casa da Emily com a Claire.- disse com ar indiferente.

Mas não estava à espera da reacção do Edward, ele agarrou-me no braço, levantou-se e levou-me atrás.

- A Renesmee está onde?- disse gritando.

- O Jacob veio falar comigo e disse-me que a Claire queria muito que a Renesmee fosse à sua festa de aniversário, eu levei-a e depois a Claire perguntou-me se a Renesmee podia dormir lá e eu disse que sim.- disse calmamente mas ele cada vez me apertava mais o braço e estava a magoar-me.

- E não falas comigo? Não me perguntas se ela podia ir à festa e se podia dormir lá?

- Não falei contigo porque sabia que não ias deixar.

- Então se sabias, porque é que insististe em levá-la?

- Porque a Claire é amiga dela e não é por tu não concordares que ela não vai estar com as amigas.

- Mas eu sou o pai dela e quem toma decisões sou eu e não tu.- disse apertando-me cada vez mais o braço.

- Edward, estás a magoar-me!- disse irritada- E quem toma decisões em relação à Renesmee somos os dois, ela também é minha filha.

- Mas parece que não te importas com a segurança dela para a deixares sozinha ao pé de lobos.- disse largando-me.

- Não admito que digas isso! Ela é minha filha e eu preocupo-me com ela tanto como tu e tu sabes perfeitamente que ela está em segurança com os lobos.

- Mas tu és minha mulher e tens que me dar satisfações, eu tenho de saber onde e com quem está a minha filha!

- Tu também me dás satisfações? Quando a Tanya ligou não me disseste o que ela queria…

- Eu já te disse que ela queria saber se estava tudo bem.- disse interrompendo-me.

- E tu achas que eu sou parva? Sei perfeitamente que estavas a mentir. E também não me disseste onde estiveste o dia inteiro. E saíste o dia inteiro porque foste fazer qualquer coisa que tem a ver com a Tanya.

- Então fizeste isto tudo por causa de ciúmes?

- Eu não estou com ciúmes! O problema é que tu não confias em mim e se continuares assim o nosso casamento vai acabar mais cedo ou mais tarde!

- Não digas isso, Bella. Eu amo-te mais que tudo e eu confio em ti. Só não te conto para o teu próprio bem. Não precisas de ter ciúmes, eu só tenho olhos para ti.

- Sinceramente eu percebo porque é que foste ter com a Tanya em vez de ficares comigo, ela é mil vezes mais bonita do que eu.- disse mais calma.

- Isso é mentira tu és a mulher mais bonita do mundo e eu nunca te trocaria por nenhuma mulher. Eu vejo a Tanya como uma irmã.

- Mas tenho a certeza que ela não te vê como irmão! E ainda por cima não me contas o que é que estiveste a fazer o dia inteiro, pensava que não tínhamos segredos.- disse desiludida.

- Eu não temos segredos, tu sabes tudo sobre mim. Eu não te conto porque é melhor para ti. Só te estou a proteger, minha Bella- disse dando-me um beijo muito apaixonado, se ainda fosse humana teria desmaiado. A nossa conversa foi interrompida por horas impossíveis de esquecer.

 

publicado por Twihistorias às 18:32

05
Mar 12

Capítulo 2

Descemos para juntarmo-nos à nossa família, na sala estavam a Alice, o Jasper e o Emmett. O Emmett ria-se a bandeiras despregadas, eu percebi logo porquê.

- Então? Lá em cima estava uma animação! Não partiram a cama?- disse às gargalhadas

- Emmett, está calado!- disse Edward dando-lhe um soco no braço- Queres que eu comece a falar dos pensamentos que tu e a Rosalie têm?

- OK. Já me calei- disse logo parando de rir.

A Renesmee e o Jacob chegaram pouco tempo depois, logo que passou pela porta saltou para os meus braços e mostrou-me o seu dia.

- Ainda bem que gostaste.- Disse-lhe quando ela acabou de me mostrar as imagens do seu dia. Saltou dos meus braços e foi brincar com o Jacob para o jardim. De repente o telefone tocou e eu fui atender.

- Estou?- perguntei

- Ah! Olá Bella. É a Tanya.

- Olá Tanya! Está tudo bem?

- Sim. O Edward está? É que preciso falar com ele.

- Está. Eu vou passar-lhe o telefone. Xau.

- Xau- disse e depois dei o telefone ao Edward.

- Olá Tanya!- disse subindo as escadas e eu tentei ouvir o que eles conversavam mas falavam demasiado baixo para eu não poder ouvir, então decidi ir ter com a Renesmee e o Jacob.

- Renesmee, queres vir caçar?

- Pode ser, mas o Jake vem connosco.

- Está bem.

Depois de termos caçado, no caminho para casa, o Jake estava com cara que queria perguntar alguma coisa.

- Pergunta…- disse-lhe e ele olhou para mim com os olhos arregalados.

- Eu não quero perguntar-te nada.

- Tens a certeza?

- Está bem, tens razão.- disse suspirando- Queria perguntar-te se posso levar a Nessie até La Push amanhã, é que a Claire faz anos e ela queria que a Nessie fosse.

- Por mim podes, mas já sabes que o Edward não vai deixar.

- Podias ser tu a levá-la, e depois tu consegues sempre dar-lhe a volta.

- Está bem, vou pensar nisso depois amanhã ligo-te.

- Eu sabia, tu nunca me desiludes- disse dando-me um beijo na cara.

Quando chegamos à casa de campo o Edward ainda não tinha chegado e o Jacob foi logo embora por isso fui deitar a Renesmee.

- Mamã, podes dizer ao papá que eu gosto muito dele?

- Ele sabe, não precisa que eu lhe diga.

- Mas diz-lhe, está bem?- perguntou e eu assenti com a cabeça, aconcheguei-a e disse:

- Dorme bem.

- Gosto muito de ti, mamã!

- Eu também gosto muito de ti, meu amor- disse dando-lhe um beijo na testa.

Saí do quarto e fui para a sala, o Edward estava sentado no sofá e eu dirigi-me para a janela. Adorava ver as estrelas, para mim representavam as pessoas que eu amava. Senti o Edward a aproximar-se e agarrou-me pela cintura.

- Podias ter ido me chamar, eu queria ir convosco caçar- sussurrou-me ao ouvido.

- Estavas ocupado a falar com a Tanya,- disse soltando-me dos braços dele-  não te queria incomodar.

- Não sejas tonta. Tu nunca me incomodas.- disse agarrando-me e tentou dar-me um beijo mas eu desviei-me.- O que se passa contigo?

- A Renesmee pediu para eu te dizer que ela gosta muito de ti- disse ignorando a pergunta dele.

- Eu também gosto muito dela e de ti. Porque é que não respondeste à minha pergunta?

- Porque não se passa nada comigo.

- Estás a mentir! Eu conheço-te melhor que ninguém.

- Olha se queres pensar isso então pensa também não vou perder tempo a convencer-te do contrário.

- Então agora eu sou perda de tempo?

- Eu não disse isso. Simplesmente eu disse que não se passa nada e tu não acreditas. O que queres que eu faça? Que te dê uma bofetada para acreditares? Se não acreditas então não acredites, isso é problema teu. E o que é que a Tanya queria falar contigo?

- Queria saber se estava tudo bem por aqui.- disse com cara de indiferente.

- Então porque é que estavam a falar tão baixo, que eu nem conseguia ouvir?

- Por nada, força do hábito.

- Ou a esconder alguma coisa.

- Bella, eu não estou a esconder nada.- disse agarrando-me mas eu afastei-me- Oh, va lá! Estou a falar a sério.

- Está bem, vou fingir que acredito.

E começou a beijar-me a cara e o pescoço.

- Edward, pára!- disse tentando afastá-lo mas ele não parou- Edward, pára!

- Está bem, o que foi?

- Não me apetece.

- Ah, ah. Essa é nova, estás a tentar resistir-me?

- Não é isso, não me apetece.

- Não devias ter dito isso.

- Porquê?

- Por isto…- e rasgou-me o vestido azul que eu tinha vestido.

- Edward, estás louco?

- Estou… Por ti.

Começámos a beijar-nos e a minha desconfiança passou a não ser importante, porque o que é mais importante é passar o máximo de tempo possível com o meu Edward.

publicado por Twihistorias às 22:00

27
Fev 12

You’re the reason

Sinopse

Passaram 6 meses desde a visita indesejável dos Volturi. A Bella e o Edward finalmente estão felizes, longe de problemas e a aproveitar a infância da Renesmee.

Quando finalmente as coisas parecem estar a correr bem, uma nova vampira aprece na vida dos Cullen. Essa vampira mostra grande interesse pelo Edward e é capaz de fazer tudo para ficar com ele, nem que para isso a Bella tenha que desaparecer.

Será que o amor deles será suficiente para vencer o mal?
Irá Edward perder o amor da vida dele?

Capítulo 1

Passaram-se 6 meses desde a visita indesejada dos Volturi, nestes meses a nossa vida voltou ao normal. A Renesmee aparenta uma menina de 4 anos, eu e o Edward estamos mais apaixonados do que nunca, apesar das discussões que há entre nós por causa do Jacob, o Edward ainda não aceitou que o Jake sofreu a impressão natural na nossa filha. Eu também ainda não aceitei mas sei que o Jake vê a Renesmee como uma irmã mais nova ao contrario do que acontecerá daqui a alguns anos.

Eu estava a preparar panquecas para o pequeno-almoço da Renesmee, apesar de preferir sangue para se alimentar a Renesmee até gostava de se alimentar de comida humana. Quando acabei fui acordá-la.

Quando cheguei ao quarto dela ela já estava acordada.

- Bom dia, querida!

- Bom dia, mamã! Estou com fome!- disse dando-me um beijo na face

- Então vamos, as panquecas já estão a arrefecer!

Descemos até à cozinha, quando passamos pela sala o Edward estava sentado no sofá a ver televisão. A Renesmee soltou a minha mão e saltou para o colo do pai.

- Bom dia, papá!- disse-lhe dando-lhe um beijo na face.

- Bom dia, meu amor. Dormiste bem?

-Sim.- saiu do colo do pai e dirigiu-se para a cozinha.

O Edward levantou-se e veio ter comigo dando-me um beijo extremamente apaixonado, até que fomos interrompidos.

- Mamã!

- Sim, filha?- disse dirigindo-me para a cozinha.

- Quando é que o Jake chega?

- Deve estar a chegar, por isso despacha-te que ainda tens de te arranjar.

-Ok.

Dirigi-me para a sala e sentei-me no sofá ao pé do Edward, ele estava a olhar para a televisão mas não estava a prestar atenção nenhuma.

- Estás muito pensativo. No que é que estás a pensar?

- Estou a pensar que o 1º aniversário do nosso casamento está a chegar e que devíamos ir de férias para comemorarmos.

- É uma boa ideia. Mas vamos para onde?

- Eu pensei num lugar, mas não sei se vais concordar…

- Diz lá!- disse ansiosa

- O que achas da ilha Esme?

- Acho uma óptima ideia! Mas vamos só nós os dois ou vamos com a Renesmee?

- Eu acho que devíamos ir os três para mostrarmos à Renesmee a ilha.

- Acho uma óptima ideia!- disse dando-lhe um beijo rápido.

A Renesmee passou pela sala, subiu as escadas e eu fui atrás dela. Dei-lhe banho e depois vestia com um vestido cor-de-rosa, quando lhe estava a calçar os sapatos a campainha tocou e ela desceu da cama sem lhe poder calçar um dos sapatos.

- Renesmee, espera!- disse descendo as escadas atrás dela.

O Edward já tinha aberto a porta. Logo que a Renesmee chegou ao pé do Jake saltou-lhe para o colo.

- Olá, Jake!- disse com o maior sorriso do mundo

- Olá, Nessie! Estás muito bonita!- virou-se para mim e disse- Olá, Bells!

- Olá, Jake! E já agora ela chama-se Renesmee- disse irritada, odiava que o Jake lhe chamasse aquele nome horrível.- Renesmee, anda cá para eu te calçar o outro sapato.

Ela veio ter comigo e quando lhe estava a calçar o sapato ela encostou a mão dela na minha face e perguntou “Posso ir com o Jake ao cinema?”

Quando abri a boca para responder fui interrompida:

- Não, não podes!- disse Edward  furioso

- Porquê, papá?- disse Renesmee a choramingar

- Porque assim a tua tia não te consegue ver e nenhum de nós pode saber se aconteceu alguma coisa com vocês.- respondeu-lhe Edward e depois foi-se sentar no sofá.

- Jake, se prometeres que tomas cuidado podes ir com ela- disse e ao mesmo tempo o Edward levanta-se e ficou a olhar para mim, no seu olhar de topázio conseguia distinguir fúria.

- Bells, já sabes que tomo sempre cuidado- disse entusiasmado

- Então podem ir, mas não cheguem muito tarde- disse

- Até logo, mamã – disse Renesmee depois ela e Jacob saíram.

- Bella, tu desautorizaste-me em frente à nossa filha!- gritou depois de um longo momento de silêncio.

 - Edward, eu…- tentei falar mas ele não me deixou.

- Quando eu digo não é não!

- Eu fiz isto porque tu nunca deixas a Renesmee sair cá de casa e ela precisa de conhecer pessoas novas e conviver com a sociedade.

- Mas tu sabes muito bem que com o Jacob a Alice não consegue ver nada.

- O Jake tem cuidado e eu sei perfeitamente que não é só pela Alice não ver que tu estás chateado, também é porque assim não lhe consegues ler a mente e não sabes o que ele pensa quando está sozinho com ela.- disse furiosa

- Bella, e se ele tem pensamentos menos próprios em relação à Renesmee? É esse o meu problema!

- Tu sabes melhor do que eu que ele não pensa dessa forma! Ele ama a Renesmee como um irmão ama uma irmã!

- Pára de o defender!

- Eu não o estou a defender! Eu estou a ver as coisas como elas são e tu sabes perfeitamente que o que estou a dizer é verdade.- saí disparada em direcção à casa grande

- Olá, Bella!- disse Alice quando eu entrei em casa- A Renesmee está com o Jacob?

- Está, foi ao cinema com ele.

E fui-me sentar ao pé do Emmett que estava a assistir a um jogo de basebol.

- Olá, maninha! O meu maninho?

- Não sei, deve estar em casa.

- OK.- e voltou a prestar atenção à televisão.

Passado meia hora o Edward aparece e subiu as escadas sem me dirigir um olhar, como não estava a fazer nada decidi ir ter com ele.

- Posso?- perguntei ao chegar à porta do seu antigo quarto. Ele estava deitado na cama de olhos fechados a ouvir música.

- Claro, este quarto também é teu.- disse sem abrir os olhos, fechei a porta e fui deitar-me ao pé dele, nenhum de nós falou durante longos minutos, até que decidi quebrar o silêncio.

-Desculpa ter te desautorizado em frente à Renesmee. Eu só quero que ela saia e que se divirta, ela tem que se habituar a estar com outras pessoas sem ser a nossa família e a alcateia.

- Eu sei disso, mas não quero que o Jacob fique sozinho com ela. E não gosto que me desautorizes em frente à nossa filha.

- Está bem. Desculpa.- disse e depois começámos a beijar-nos e a nossa conversa foi interrompida durante algumas horas.

publicado por Twihistorias às 19:29

Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

31 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O nosso facebook
facebook.com/twihistorias
blogs SAPO